Futebol do Povo

Com dois clubes de Sergipe, um da Paraíba e outro do Piauí, quartas de final do Nordestão retratam o tamanho atual do futebol cearense

1995 53

Os nove gols que o Uniclinic levou do Náutico (5 a 0 já aos 18 minutos do primeiro tempo) na chuvosa noite desta quarta-feira em Horizonte, estive lá, por sinal, rodada derradeira da fase inicial da Copa do Nordeste, não resumem o péssimo momento do futebol cearense em 2017. Há muito mais a se lamentar e a se preocupar, a começar pela postura da própria Águia da Precabura, que tentou vender a vaga na competição com chancela da Federação Cearense e aceitação do Ceará mas, diante da repercussão péssima nacional, recuou para fazer um papelão de seis derrotas, nenhum gol marcado e 24 sofridos, na pior campanha de um clube na Copa do Nordeste, incluindo também a maior goleada tomada.

Também nesta quarta-feira, o Fortaleza entrou em campo para um melancólico encontro contra o Bahia, em Salvador. Com o time reserva, já eliminado, nada fez, a não ser esperar o tempo passar e perder por 2 a 0 para voltar logo pra casa.

Para as quartas de final do Nordestão, passaram Bahia, Vitória, Sport e Santa Cruz, dois representantes de cada um dos estados mais fortes no futebol da região. Os outros quatro clubes são: Itabaiana-SE, Sergipe, River-PI e Campinense-PB, com todos os méritos. Nada de Ceará, Rio Grande do Norte, Maranhão e Alagoas.

Na Copa do Brasil a situação foi igualmente ruim. Ceará e Fortaleza conseguiram colecionar eliminações precoces em um jogo para Boavista-RJ e São Raimundo-PA, equipes com poder financeiro muito pequeno diante dos rivais cearenses. Uniclinic e Guarani de Juazeiro também já caíram do torneio.

Para além do mau desempenho nas competições, o futebol apresentado até agora tem sido de qualidade desastrosa, especialmente para Fortaleza e Ceará. O resultado disso: vaias, protestos com invasão de treinamento, muros pichados, ameaças sérias sofridas por técnicos e jogadores, trocas de comissões técnicas e uma perspectiva preocupante para o Campeonato Brasileiro que se aproxima.

Ao torcedor, como sempre, resta a esperança, na maioria das vezes sem lógica, fruto dessa paixão sem explicação por um time de futebol. Aos clubes, resta tentar recuperar alguma competência enquanto é tempo. Ainda é possível.

Recomendado para você

53 Comentários

  • José disse:

    Tanto faz esse futebol existir como não, para mim não faz qualquer diferença. Quem se dar bem com esse futebol carente são os dirigentes, e 90% dos cronistas esportivos. Ao torcedor idiota resta pagar a conta.

    É um ponto de vista legítimo, José.
    FG

  • João Alves disse:

    FG, ótimo texto e ótima reflexão. Discordo de vc apenas no ponto em que acreditas ser possível recuperar alguma competência (algo que não tenho convicção se efetivamente já existiu) e que ainda há tempo para esse processo.

  • Américo Vespúcio disse:

    Como é, Graziani? Os estados mais fortes são Bahia e Pernambuco? Quer dizer que os únicos times grandes são Bahia, Vitória, Sport, Náutico e Santa Cruz? Quer dizer que Ceará e Fortaleza são pequenos e, consequentemente, inferiores aos citados acima? Graziani, até concordo que o futebol Cearense não tem um representante na elite há um bom tempo, ao contrário dos outros dois. Porém, isso não faz com que o futebol daqui tenha menos tradição, importância ou peso a nível regional. Sei que pelos títulos conquistados por Sport e Bahia, os estados de ambos têm mais tradição na âmbito nacional, e isso é inquestionável. Mas, falando de região, Ceará e Fortaleza não ficam atrás de nenhum desses cinco times. Pelo que você escreveu, deu para perceber que você considera os rivais daqui como inferiores e incapazes frente a dupla baiana e o trio pernambucano, o que não é verdade e, sobretudo, lamentável ver um jornalista tão conceituado como você, com um português tão pertinente e correto, ter esse pensamento inferiorizado e preconceituoso de décadas passadas.

    Sua agressividade e revolta denotam que a sua interpretação do que eu escrevi é apenas sua e não diz respeito ao que eu efetivamente escrevi. É sempre preocupante quando isso ocorre. O que eu considero – e não tem nada demais nisso, porque números, títulos e condição financeira comprovam – é que o futebol da Bahia e de Pernambuco estão mais fortes do que o futebol cearense. Não me referi ao aspecto da tradição nem a falta de capacidade futura, muito menos preconceito ou conceito ou algum apocalipse que você tenha criado. Agora, se vc acha que o futebol cearense é mais forte ou igual ao dos referidos estados, é um direito seu. E, por gentileza, não coloque palavras na minha boca. Eu sou responsável pelo que eu escrevo, não pelo que você acha que eu escrevo. É uma injustiça grandiosa agir assim.
    FG

    • Américo Vespúcio disse:

      Graziani, eu acompanho futebol desde quando você nem nascido era. Eu tenho de futebol o que você não tem de idade, acredite. Acompanho o futebol desde o final dos anos 50. Vi todo o crescimento do futebol brasileiro e nordestino, e posso lhe dizer que toda essa condição financeira e títulos que eles possuem, foi por muita manobra política e bastidores, na época em que o Nordeste era presidido por pernambucanos e baianos. Quando tudo começou, os três estados tinham condições iguais em termos financeiros, mas mudou ao longo do tempo devido a mídia excessiva.

      Não basta olhar apenas dados, pois números podem ser facilmente manipulados, ao contrário da história, que nunca poderá ser alterada por ninguém.

      Bom, se mudou, mudou e o cenário que analisei é o atual. Não fiz uma tese de doutorado sobre essa tese que você levanta, inclusive, até porque é uma tese extremamente discutível. Mas quem sabe o senhor consegue levantar todas as provas, testemunhas e publicar um estudo sobre isso. Serie muito interessante, apesar que também não mudaria a realidade atual. Lamento. Abraço, tudo de bom.
      FG

      • Chico Costa disse:

        Não tenho procuração para defender ou representar o colunista. Li e reli o texto e em momento algum vi referência a inferioridade numérica do futebol cearense em relação aos pernambucanos e baianos, mas uma foto atual deste futebol cearense, que nem sequer conseguiu passar de fase. Citar estados de menor tradição no futebol não quer dizer que somos inferiores aos demais; ESTAMOS INFERIORES.
        Tudo que li foram só fatos e nenhum deles foi inventados pelo cronista.

        Obrigado, Chico Costa. Foi uma única manifestação desse porte equivocado entre as muitas no post, interpreto como caso isolado, ainda bem.
        FG

      • José disse:

        Desde quando me entendo por gente, o futebol baiano e pernambucano sempre foi melhor do que o cearense. Veja a diferença de um Sport para um Stela, não tem comparação.

    • Rômulo César disse:

      Ao FG,

      A meu ver, vc peca ao falar que o futebol pernambucano é mais forte do que o cearense, quando fala em futebol pernambucano podemos entender Náutico, Santa Cruz e Sport. Mas creio que apenas o Sport possa ser colocado nessa condição de superioridade.. Não vejo Ceará e Fortaleza inferior aos dois primeiros, principalmente o Ceará, que há anos está na frente de Náutico e Santa Cruz.

      Entendo teu ponto, mas minha análise foi geral, não cabeça a cabeça, e levou em conta uma série de fatores. Obrigado por participar sem ofender.
      FG

  • Leandro Gonçalves disse:

    A copa do NE mais fraca dos últimos anos.Assisti aos jogos de todos os clubes grandes da região que estão participando este ano: Bahia,Vitória,Sport e Santa Cruz . Todos sofreram.Todos ganharam mais não convenceram.Todos carecem de ajustes táticos .Alguns claramente necessitam ainda de peças como é o caso do Bahia,pois com aquela bolinha murcha no ataque de ontem contra o eterno rei da série C,pode até chegar à final do regional,mas vai sofrer pra se manter na série A.

    Acredito que pelo elenco,o Vítoria tem tudo pra sagrar-se campeão.Tem disparado o melhor elenco.O que mesmo assim não evitou do time passar apuros na competição.Todos lembram da goleada impiedosa diante do Botafogo paraibano…Em seguida ,temos o Sport,um clube copeiro na região que tem otimos nomes,mas em campo também não tem sido um primor…A pressão em cima do técnico deles está grande tambem…

    Enfim,olhando o desempenho em campo,não há favoritos…É a copa do NE mais sem graça dos últimos anos…E que nesta temporada,escancarou pro restante da região a mediocridade que é o futebol cearense,com a leoa 8C um sendo eliminada pelo ALTOS com 1 jogo de antecedência e o time do hospital sofrendo a maior goleada da história…Que ridículos…!!!

    • Leandro Gonçalves disse:

      * Onde tem mais,entenda-se MAS ,por favor.!!!

      • João Ximenes disse:

        LEANDRO,
        “nesta temporada,escancarou pro restante da região a mediocridade que é o futebol cearense,com a leoa 8C um sendo eliminada pelo ALTOS com 1 jogo de antecedência e o time do hospital sofrendo a maior goleada da história…Que ridículos…!!!”

        Me perdoe, mas pra MEDIOCRIDADE ficar melhor descrita, você deveria ter “incangado” aí, o TERCEIRO ELEMENTO do nosso futebol, que de tanta “mediocridade”, se quer conseguiu a vaga, deixando o coitado do Uniclicic num RABO DE FOGUETE que é Eles LÁ(os daqui), que acabou em 2016 em 5º do “medíocre” campeonato Cearense atrás de: LEÃO DE AÇO(Bi Campeão), Uniclinic(o açoitado), Maranguape, e Guaraju.

        Lembrar do LEÃO DE AÇO(o que chama 8c) pra você é uma glória né não ?!
        Certo é “mediocrisar” por completo.

        Um abraço.

        • Leandro Gonçalves disse:

          Caro Ximenes,fiz uma análise desse desse ano,2017.E não de 2016! Se o Ceará tivesse participado e tivesse tido uma participação tão grotesca como o seu clube teve,certamente não teria poupado criticas,coisa que nesse blog faço constantemente em relação ao alvinegro quando entendo ser algo pertinente.

          Como cearense,de uma certa forma,me sinto envergonhado pelo futebol local. Mas com certeza,achei foi pouco esse atestado (mais um) de vocês de inexpressividade.

          Passaram 2 meses perguntando sobre o Ceará na copa do NE pra isso? Mas ora bolas…Agora aguentem e engulam à seco a patetica audacia de vocês em querer zuar antes do tempo …

          Saudações alvinegras

          • João Ximenes disse:

            LEANDRO,

            Só quis lhe lembrar que o 2017 é uma consequência do 2016.
            Não dá pra saber “SE” fosse Eles Lá(os daqui) que estivesse, não teria feito o mesmo papelão dos dois que participaram. JAMAIS SABEREMOS.
            Fato é que estavam representando o nosso futebol em 2017 no Nordestão e Copa do Brasil 2017, LEÃO DE AÇO como Bí Campeão Cearense e Uniclinic como Vice de um campeonato, como você colocou, “MEDÍOCRE”.
            “Mediocridade” não aflora da noite pro dia.

            Então façamos o seguinte: LEÃO DE AÇO(ou o 8c), não está à 8 anos na Czona, e sim, vai jogar a Czona 2017. É ASSIM ?

            Valeu.

          • Leandro Gonçalves disse:

            Não,não Ximenes!!!!! .É pela OITAVA vez,mesmo!!! Então a alcunha corretá é 8C .Esse sobrenome “C” de vocês,é passível sim, de ter um complemento anterior que o qualifique…

            E por motivo simples: virou uma marca.Uma hilário e constante acontecimento…Aceitem…!!

        • Robson disse:

          João Ximenes, acompanho o relator.

          Se é verdade que a atual edição do Regional tem a mediocridade técnica como regra, é induvidoso que quem não conseguiu sequer se classificar para um torneio tão fraco é ainda mais medíocre.

          Aliás, medíocre não só no aspecto técnico, mas sobretudo no aspecto moral, tendo em vista que nem mesmo por manobras espúrias conseguiu vaga no torneio e teve que se contentar com as desclassificações dos outros times.

          Mas, como eu já disse e nosso colega vive copiando por aqui, o palhaço faz piada com tudo, menos com o próprio circo. E quando o palhaço vive na indigência intelectual então…

          Saudações Tricolores.

          • Leandro Gonçalves disse:

            Mais uma vez : o ceará não estar participando desta edição.Esse argumento batido de vocês ,tricolores, em relação ao ano de 2016 ,do alvinegro, só não é mais patetico que a situaçao atual da leoa e seus torcedores de joelhos ,implorando por jogador café requentado do ano passado…kkkk …

            O tema é copa do NE 2017.As analises devem recair nos participantes da edição 2017;E foi o que fiz…

            Mas é claro,as transtornadas mentes tricolores ,após o milésimo vexame,são incapazes de se ater a isso…kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

        • Sérgio Alves disse:

          João,
          Se não for para fazer uma boa campanha e ser humilhado sendo eliminado na primeira fase é melhor nem participar mesmo. Esta foi a primeira vez, no formato atual da Copa do Nordeste, que nenhum time cearense passa da primeira fase. Além disso, registre o fato de que foi a primeira vez que o Ceará não participou desta competição. Fica fácil perceber que a agremiação do Ceará sempre representou nosso estado com honra, obtendo boas colocações, chegando aos jogos decisivos, quartas de finais, sem-finais e finais seguidamente e sendo, até mesmo, o único campeão invicto. Deixar de participar de uma edição deste campeonato é um fato que já aconteceu com os maiores campeões como o Vitória, além de acontecer com um dos maiores derrotados na competição, no caso o Fortaleza que nunca chegou nem a uma final sequer. Ficar fora da Copa do Nordeste e ainda na forma que se deram os fatos é desanimador, mas não é o fim do mundo, e olhando pelo lado positivo, faz com que os dirigentes olhem para os acontecimentos e possam eventualmente aprender com seus erros e montar melhores times. Hoje a realidade financeira de clubes da Bahia e de Pernambuco (SPORT) é muito, mas muito maior do que a realidade financeira dos clubes cearenses e com toda certeza tem influência direta sobre os resultados que esse clubes atingem no nível nacional. Para concluir ser o atual bi campeão estadual não ajudou em nada o time frustrado pela série C na Copa do Nordeste, na verdade fez a vergonha de não ter passado nem da primeira fase ser ainda maior… com o Ceará, apesar de 2016 não ter sido o melhor ano de suia história e na minha opinião foi até mesmo um dos piores anos, ser eliminado de forma vergonhosa na primeira fase simplesmente NUNCA ACONTECEU, assim como NUNCA JOGOU UMA SÉRIE C.

          Um abraço.

          • João Ximenes disse:

            SÉRGIO ALVES,
            Não sei o porque dessa sua fúria !
            Tu tá “igualzin” o Vespúcio ai com o Graziane.
            O que tinha pra dizer sobre o jogo tá na sequência(daqui pra baixo). Só me dirigi ao LEANDRO – que participou antes de mim – porque ele “mediocrou” o campeonato Cearense, e pra variar, ele não escreve DEZ PALAVRAS sem que no meio esteja envolvido o nome do LEÃO DE AÇO.
            Esse campeonato “medíocre” dá o direito de participar de DUAS COMPETIÇÕES a mais na temporada e ainda a oportunidade de faturar uma grana extra. Quer bem dizer que tu não queria. Só se for tu, porque se perguntarem aos teus dirigentes, duvido que não iriam querer.
            EU quero lá saber se Eles LÁ(os daqui) foram isso ou aquilo, nunca jogaram uma Czona(êta 2015 nos acréscimos) ou se jogaram ou não uma libertadores ou foram convidados pra participar da CHAMPIONS.

            Sei que pra participar de Copa do Brasil e Nordestão não é necessário enfrentar esses times da Bahia e Pernambuco, de Libertadores e muito menos Clubes Europeus(Champions).
            BASTAVA ter passado por LEÃO DE AÇO, Bi Campeão Cearense, Uniclinic, Maranguape, Guaraju.
            Chegar em 5º num campeonato “medíocre”, fica muito bonito pra quem, palavras suas: “a agremiação sempre representou nosso estado com honra, obtendo boas colocações, chegando aos jogos decisivos, quartas de finais, sem-finais e finais seguidamente e sendo, até mesmo, o único campeão invicto.”

            MUITO “BUNITO” EM MEU !?

            Um abraço.

          • Leandro Gonçalves disse:

            Errou de novo,Ximenes. Apenas falei que a copa do NE 2017 foi a mais fraca dos ultimos anos .”Mediocrizei” o 8C e a filial dele,o UNICLINIC.Nem falei em campeonato cearense no meu relato inicial…

    • Chico Costa disse:

      Poderia apostar no Campinense, mas não sou de apostas.

    • Coxa disse:

      O kanal não participou?
      Porque mesmo hein?
      Ah ele tentou comprar a vaga,aliás time sujo que sempre agiu sorrateiramente nos bastidores para conseguir algo em sua história,o penta fantasma que o diga

  • Rogério disse:

    Estádio de copa do mundo, torcidas de primeira, times de segunda e terceira,imprensa dividida pela paixão e parcialidade e dirigentes de quinta. Um futebol sem profissionalismo,sem estrutura de clube,sem visão e sem planejamento onde realmente o torcedor, que é a principal fonte de renda, fica a mercê de incompetentes administrações. É uma triste realidade. Os grandes daqui só os são por conta do tamanho de suas torcidas, os médios e pequenos só existem pra que sejam formatadas as tabelas das competições locais. Estamos retrocedendo faz tempo.

  • João Ximenes disse:

    “Itabaiana-SE, Sergipe, River-PI e Campinense-PB. Quartas de final do Nordestão retratam o tamanho atual do futebol cearense.”

    Falo do LEÃO DE AÇO, pois o Uniclinic entrou de gaiato na história, VIU que tinha conseguido o improvável(classificação desbancando um dos “chamado grandes”), tentou se safar comendo uma ponta($) que não podia, quase chora que nem bêbê que acabou de apanhar pra não participar, e TAÍ o resultado: VERGONHA NACIONAL.
    Não sei a quem atribuir esse PAPELÃO. Se a Eles LÁ(os daqui) que acabaram 2016 em 5º lugar na classificação geral ou ao coitado do Uniclinic que acabou como vice 2016, nunca tinha comido doce, e acabou se lambuzando todo.

    LEÃO DE AÇO foi à Arena Fonte Nova e perdeu para a equipe do Bahia.
    Até ai… nada demais !
    Triste é pensar que até umas 4, 5 rodadas atrás, era esse o time quase todo titular.
    Se bem que pra quem oscilou aos montes no Cearense contra times bem inferiores, jogar contra um Bahêa desse da vida, até que o placar não foi tão expressivo assim. MENOS MAL.

    Única derrota do LEÃO DE AÇO na competição, porém a infinidade de empates acabou minguando as esperanças de melhor resultado ao final.
    Uma vez, Seleção Brasileira saiu de uma Copa do Mundo também sem perder um jogo se quer, e guardadas as devidas proporções, LEÃO DE AÇO não vai participar de Copa do Mundo nunquinha; esse Bahêa não é esse bicho papão todo; a chave que estávamos, se TIVÉSSEMOS UM TIME pelo menos razoável, teria dado pra ter passado fácil fácil.

    Itabaiana-SE, Sergipe, River-PI e Campinense-PB conseguiram passar enquanto nossos representantes, UM só conseguiu apanhar, envergonhando o minguado futebol tupiniquim e o OUTRO, BI Cearense, conseguiu ficar atrás de equipes “supostamente” inferiores, técnica e financeiramente(apenas 7 pontos dos 18 disputados – ida e volta).
    Onde fomos amarrar nosso bode.

    Agora, de imediato e prioridade, nos resta o estadual, e temos, que garantir – por uma questão de honra e hombridade – vaga no Nordestão e Copa do Brasil 2018.
    NÉ POSSÍVEL !
    Czona, a gente vai precisar tá na ponta dos cascos sob pena de penar mais um ano.

    Pior desse jogo de ontem mesmo, foi ver que não serviu nem para aparecer algum lampejo de probabilidade de aproveitamento de algum jogador, salvo o goleiro MATHEUS INÁCIO e FELIPE.
    Aliás, MATHEUS INÁCIO me deu a esperança que, pelo menos de GOLEIROS estamos bem este ano.

    Copiando o que foi dito pelo grande ELENILSON, lá do Blog do Leão, reescrevo aqui o que ele bem frisou por lá que é o sentimento real do nosso LEÃO DE AÇO até aqui: “Jogadores fizeram o que já se imaginava e se esperava de cada um: muito pouco ou quase nada.”

    FALO MAIS NADA. BASTA ESSE FINAL AÍ.
    Passa a régua e fecha a conta.

  • Carlos Cavalcante disse:

    Futebol cearense é pífio, quase inexistente no cenário nacional e inexistente por completo quando se trata de continente sul americano.

    A realidade é essa, fica difícil torcer a favor quando tudo que se faz só tem levado a prática do exercício de não torcer, melhor mesmo é acompanhar a distância e de vez em quando.

  • Henrique disse:

    Só lembrando: Uniclinic não merecia estar na Copa do Nordeste, se o Fortaleza não tivesse entregado o jogo para o Guarani de Juazeiro no cearense do ano passado (última rodada antes das semifinais, para eliminar o Ceará), dificilmente o Uniclinic teria sido vice campeão cearense. Infelizmente, este tipo de comportamento amador ainda acontece por aqui, o que retrata o que é o futebol cearense.
    As perguntas que não querem calar: como o futebol cearense chegou a este ponto? Ou nunca foi melhor do que isso? E como evoluir? O que fazer para profissionalizar estes times?

  • Fernando disse:

    Gente, na boa, por mais que tenhamos nossos times de coração (sim…pq não dá pra chamar de clubes), eu torço pelo Alvinegro, assim como o Leandro, já o Ximenes torce pro outro lado (colorido).

    Mas não dá para TAPAR O SOL COM A PENEIRA, pelo amor de Deus (coitado, sempre colocamos Deus no meio apesar de ele não ter nada com isso ), mas estamos acredito eu no pior momento que eu já presenciei deste nosso futebol amador que teimamos em chamaar de “grandes”.

    Faça-me o favor, o Graziane foi perfeito. O momento atual é pífio. E por mais que tenham dito que lá atrás, em mil novecentos e guaraná com rolha, nós éramos parelha com Bahia e Pernambuco. É isso mesmo….ÉRAMOS, passado do verbo “JÁ ERA”.
    Parece até aquelas estórias quem sempre alguém conta….” ahhhh….quando eu tinha 20 anos , ou então há uns 20 anos atrás….eu era pegador, pegava todas as meninas……pelo amor de Deus.
    Sejamos realistas

    Saudações alvinegras

    Valeu xará, agradeço.
    FG

    • João Ximenes disse:

      Meu caro FERNANDO,
      Não sou de tá trocando letrinhas, e procuro sempre me ater aos fatos e ao Post em questão. Em momento algum USEI DE PALAVRAS pra comparações entre “B” ou “C”, até porque o texto de abertura já fala por si só: “Com dois clubes de Sergipe, um da Paraíba e outro do Piauí, quartas de final do Nordestão retratam o tamanho atual do futebol cearense.”
      Baianos e Pernambucanos é só mais um detalhe que foi acrescido por parte do GRAZIANE, e acho que foi muito pertinente para o momento atual do nosso futebol.

      NEGÓCIO… é o LEANDRO !
      Ele gosta de opinar, mas não esquece de USAR COMO BASE pro seus argumentos o LEÃO DE AÇO. Não consegue escrever nada sem colocar LEÃO DE AÇO na jogada.
      Daqui a pouco ele vai dizer que aquela virada estrondosa do Barcelona sobre o PSG foi culpa do LEÃO DE AÇO.

      “Não dá pra tapar o sol com a peneira” faz tempo.
      Temos aqui os dois maiores campeões em se tratando de Brasileirão:
      1. LEÃO DE AÇO campeão de Czona;
      2. Eles LÁ(os daqui) campeões de Bzona(maior número de participação).

      PIOR… temos um Campeão Brasileiro de fato e de direito no Estado, do INTERIOR, mas que esse ano, máximo que conseguiu foi cair num campeonato a baixo da critica: GUARANI de Sobral campeão da Dzona.

      Somos grandes pro futebol daqui – LEÃO DE AÇO e Eles LÁ(os daqui).
      Pro Brasil, em termos de futebol, até Guarani conseguiu nos superar.

      Um abraço.

  • Célio Miranda Albuquerque disse:

    Prezado Graziani , boa tartde

    Mesmo na correria , vou rapidamente arriscar opinião sobre o tema acima e colocações do participante Américo Vespúcio.

    Para ilustrar meu ponto de vista, pediria que acessassem o Blog do Cássio Zirpoli(jornal Diário de Pernambuco), que sempre traz matérias na linha do futebol e números. Aliás, este parece que é o subtítulo do blog. São vários os termas nesta direção, sobretudo no sentido geral do futebol do NE e N/NE. O tema que ajuda diretamente a entendermos quem é quem no N/NE, não me lembro mais. Baseado em um levantamento exaustivo e utilizando de itens relevantes, demonstra por a mais b, os maiores clubes do N/NE. O futebol cearense, com Ceará e Fortaleza, está em 3o. lugar, o que não é novidade, pois sempre PE e BA estiveram na nossa frente. Outros temas recente, nos ajudam tbem a entender o assunto, como: Ranking da Copa do NE; Melhores Campanhas do NE no Brasileirão; Maiores Compras do NE e Maiores Vendas do NE. Assim, podemos concluir, que quem está com a razão, é vc mesmo, Graziani e não o Américo Vespúcio, que fez mais um discurso raivoso(não lhe tiro a razão, pois o torcedor cearense anda mesmo muito chateado com este futebol que não cresce ano a ano). Com mais tempo, poderei discorrer melhor sobre este assunto super importante. Quando vejo jogando àqueles 11 jogadores do Fortaleza contra o Bahia ontem, causa-me a sensação de que, em sendo sinal de que nossos dirigentes não aprenderam com os erros de temporadas passadas, imagino que nosso futebol nunca irá se igualar a PE e BA. Trata-se de uma questão não propriamente de estrutura, mas de mentalidade rasteiras de nossos dirigentes, pois outros estados com menos tradições vem experimentando crescimento e o nosso sempre andando pra traz.

    Célio, Cassio é excelente, converso muito com ele. E obrigado.
    FG

  • Fernando Gondim disse:

    Caro Graziani

    Muito lúcida sua análise. Federação incompetente e inoperante, só pensa em política de baixo calão atrelada a CBF, clubes de grande tradição e torcidas, Ceará e Fortaleza, administrados de forma empírica e amadora e imprensa esportiva retrograda, ultrapassada, interesseira e despreparada, com exceções como vc e mais uns poucos, tornam essa realidade sombria e com poucas perspectivas , assim penso entristecido com essa situação. Abraço e parabéns pelo trabalho correto que vc desempenha.

    Agradeço a gentileza, Fernando.
    FG

  • Regis Oliveira disse:

    O papelão promovido pelo Uniclinic, por exemplo, não deveria ter causado surpresa para ninguém, pois já era previsto. O mesmo desde o início deixou bastante claro que não teria a menor condição de participar do certame. Acontece que a burrrocracia do futebol local não permitiu que um time melhor ocupasse sua vaga, portanto a derrocada do nosso futebol é simplesmente culpa dos seus incompetentes gestores.

  • Ronilson disse:

    Concordo com a matéria, realmente o futebol cearense a muito tempo está decadente, se não pensar em futebol a longo prazo com categorias de base melhores estruturadas, a tendência é ficar ainda pior.

    Ronilson, valeu.
    FG

  • Henriqueleao disse:

    Texto perfeito Graziani, mais uma vez você faz a leitura correta do momento atravessado pelo futebol cearense e em especial pela dupla Fortaleza e Ceará…enquanto nossos clubes forem dirigidos por torcedores transvestidos de dirigentes, o resultado será sempre assim…nossos dirigentes são amadores, sem nenhum senso de profissionalismo..tocam os clubes a Deus dará, contando muito mais com a sorte, com o acaso do que com a Competência…querer dizer que o nosso futebol está no mesmo patamar que o dos estados de Pernambuco e Bahia é a mesma coisa que dizer que a Croácia ganhará a próxima copa do mundo….nós estamos há anos luz distante dos nossos irmaos pernanbucanos e bahianos, seja em ranking, seja em prestigio, seja em titulos importantes…temos uma federação omissa, onde o presidente trabalha ais para a CBF do que para a sua instituição, temos dirigentes neofitos que teiman em nao aprender o caminho da profissionalização e do sucesso…eu como torcedor do Fortaleza afirmo que o Fortaleza fez vergonha maior do que o uniclinic…nao se classificar num grupo que tem altos e moto com todo respeito a estes clubes, é sinal de ruindade muita….ou se repensa o futebol cearense ou estas humilhações virarão coisa corriqueira em nosso futebol…Parabens Fernando Graziani por demonstrar que voce nao é cego e que faz exatamente a leitura que nós torcedores de arquibancada fazemos…

    Valeu Henrique.
    FG

  • Felipe CSC disse:

    Robinson de Castro tá conseguindo acabar com o Ceará, tudo furto de uma burrice e incompetência infinita! Com o Robinson de Castro como Presidente, as perspectivas para 2017 são as piores possíveis! Uma pena!

  • Carlos Cavalcante disse:

    Vanor Cruz soltou a seguinte declaração :”Nós nunca tivemos o interesse em disputar a Copa do Nordeste. Nós aceitamos por livre e espontânea pressão. Somos um time pequeno, sem ajuda, sem condições. Graças a Deus que encerrou (a Copa do Nordeste)”.

    Bom seu Vanor, o que o faz então manter uma equipe de futebol? Naturalmente o objetivo de um time de futebol é participar de grandes jogos, com visibilidade em campeonatos, obter patrocínios, revelar jogadores e negociá-los, etc.

    Uniclinic não é uma equipe que revela jogadores para negociar, para quê então manter um time sem essas aspirações, visto que como mesmo sr. falou não tem condições, não tem ajuda. Estranho isso não?

    Bom, o futebol cearense como um todo se encontra nessas condições por causa de dirigentes como esse.

  • EDMAR SÁ disse:

    A participação do UNICLINIC na Copa do Nordeste deixa claro que as mudanças previstas na competição em termos financeiros são mais que necessárias, fica o recado para você ” O oprimido ficou oprimido mesmo ”

    Um exemplo não pode servir como regra.
    A exceção é isso apenas, uma exceção.
    FG

  • Damasceno disse:

    Prezado FG e internautas,
    Assim como o Chico Costa ,também não tenho procuração para defender o post do FG,mas contra fatos não há argumentos.
    O nosso futebol esta sim a uma distancia gigantesca do futebol baiano e pernambucano.
    E é em tudo estrutura,profissionalismo,marketing enfim no que quiserem.
    também acompanho o futebol brasileiro de longa data exatamente desde de 1969 e o que vi foi que aqui perdeu-se o bonde da história.
    Eles lá, como diz o Sr. Ximenes avançaram enquanto cá estagnamos.
    Eles lá , em especial os pernambucano, caminharam para ter clubes nós aqui continuamos com times.
    Infelizmente ,noves fora o potencial de ambos ,aqui somos sim AMADORES.
    O FEC lutando bravamente para sobreviver com oito anos de serie C,ainda avançou qualquer coisa com uma eleição direta e uma ou outra ação de marketing no sócio torcedor e só.
    Já a “coisa” kanalence mesmo com todo o aporte politico e financeiro, patina de um jeito, que conseguem á proeza de ser o quinto colocado em um campeonato semi amador.

    Só resta esperar e aguardar algum milagre.

    ST

  • Fabiano Coelho disse:

    Enquanto isso, a Federação continua a se perpetuar nas mãos de Mauro Carmélio com o devido respaldo desses clubes. “Quanto progresso” durante a gestão desse senhor…..nem mesmo na arbitragem nacional, temos mais representantes “que apitem” as principais competições. Mas assim como ditado que diz que “cada povo, tem o governo que merece”, o dirigentes de clubes e ligas do Futebol Cearense, não devem estar achando nada ruim essa decadência que nosso futebol vem atravessando, afinal “pediram” que o atual presidente continuasse, provavelmente pelo “ótimo trabalho” efetuado para o desenvolvimento, crescimento de nossos clubes a nível nacional.

  • quentemente disse:

    Prezado Fernando Graziani.

    Já fiz comentário em outro post pedindo o enterro do futebol cearense e, consequentemente, a missa de sétimo dia, porque perdendo vaga para times do Piaui e dentro de casa, com todo respeito ao Estado do Piaui, é vergonhoso.
    Parabéns aos times do Estado de Sergipe, que conseguiu colocar nas finais seus dois representantes.

    Teu texto está muito pertinente.

    Assino embaixo,se me permitires.

    Abraço.

    Isso dá pra mudar. Se voltarmos ao primeiro semestre de 2015, por exemplo, o momento era bom dos times, mas isso foi se perdendo e hoje a situação vai muito mal.
    FG

  • FRANCISCO JUNIOR disse:

    Graziani, concordo plenamente com o que você escreveu aqui. A fase do nosso futebol é péssima, com dirigentes acomodados e sem nenhuma mostra de que querem fazer alguma coisa para melhorar tal situação. Não sei como os Presidentes dos nossos maiores clubes conseguem ir a um estádio como o Castelão e não sentirem depressão em ver o estádio vazio, uma torcida desanimada, sem estímulo algum de ir ao estádio (parece um TEATRO).
    Como o torcedor vai ao estádio sabendo que o jogo vai passar na TV ABERTA ao vivo, e que lá não vai poder tomar sua cervejinha porque é proibido (em quase todos os estádios é liberada), que vai ficar enjaulado do lado do sol na arquibancada? E do outro lado da Avenida tem um evento de luta marcial com cerveja a madrugada toda e é um sucesso?
    Estão querendo tirar a essência do nosso futebol!!!
    NINGUÉM VÊ ISSO? TUDO ISSO É NORMAL?
    Pra completar, TODOS os clubes reelegem pela n-ésima vez um Presidente de Federação que não entende nada de futebol, sem planejamento algum (consegue fazer um campeonato sem o PV) e que só está levando o nosso futebol ao fundo do poço. E ainda querem dizer que somos iguais a BA e PE.
    Triste.

    Francisco, valeu pela mensagem.
    FG

  • Renan Soares disse:

    O futebol cearense está em uma situação preocupante, os times estão sofrendo com tamanha falta de administração por parte de suas diretorias. Estamos vendo o reflexo disso em campo com resultados desastrosos e que envergonham em âmbito nacional.
    O Ceará sequer participou da Copa do Nordeste por incompetência e ainda queria dar um jeito de participar com aquela palhaçada com o Uniclinic. Sofre para ganhar do Uniclinic, onde qualquer time passeia. Eliminado pelo inexpressivo Boa Vista e esse ano de Série B só um milagre para não ser rebaixado.
    O Fortaleza vem de seguidas eliminações na Série C com elenco que é melhor que seus adversários. Copa do Brasil eliminado por um time insignificante em âmbito nacional.
    Não ganha de times como Altos e Moto Clube, pq mesmo que não se classificasse, tinha por obrigação estar próximo do Bahia na quantidade de pontos.
    Uniclinic então nem se fala, um time desastroso na Copa do Nordeste.
    Concordo com você Fernando, quando fala que o futebol cearense está minúsculo. Muita gente critica o jornalista porque não está enxergando o parâmetro atual ou não quer acreditar no que está acontecendo.
    Infelizmente essa é a realidade, torço Ceará mas como torcedor vencer o cearense tanto faz porque eu, como muitos outros, temos fome de alcançar lugares mais altos como a Série A, mas por enquanto isso é só um delírio.

    Obrigado, Renan. Mas dá pro futebol cearense se recuperar, desde que haja competência, vontade e criatividade. Valeu.
    FG

  • Marcelo Barroso disse:

    Futebol Cearense, é reduto de jogador mediocre, que as vezes, nem no banco fica e em fim de carreira.
    Taí o resultado..
    Os “dois grandes”, fora bem cedo, das competicoes nacionais.
    Vai restar, se engancharem no Campeonato Cearense, e o Presidente da Federacao pedindo a Deus todos os dias para que cheguem a final, pois garantirao suas vagas.
    Nao é a toa que a tabela ajuda.
    Outra coisa, onde ja se viu num Campeonato se fazer 3 jogos, so se preocupa com dinheiro.

    Nos resta no final, se vangloriarmos em dizer que somos ou nao Campeao Cearense.

  • Pobre do futebol cearense
    O Uniclinic deu imenso vexame
    O Náutico partiu foi pra cima
    Parecia ataque dum enxame
    Mas é exatamente isso o que dá
    Quando não se quer participar
    Nem deveria entrar no certame.

  • Leonardo Miranda disse:

    Graziani, agora eu lhe pergunto: você acha um absurdo quando se compara Ceará e Fortaleza com os Baianos e Pernambucanos? Você acha eles tão superiores assim?

    Eu, desde que nasci, ouvi dizer que Ceará e Fortaleza jogando contra a dupla BA-VI e o trio de Recife, é considerado clássico regional. Se é clássico, não tem como Ceará e Fortaleza serem bem inferiores aos citados acima, pois em lugar algum desse mundo, um time muito inferior enfrentando um muito superior é considerado clássico.

    Exemplo: Ponte Preta e Guarani fazem o chamado ‘ derby ‘ da cidade de Campinas. Ponte e Guarani é clássico, mas já não é clássico frente ao quarteto Santos, São Paulo, Palmeiras e Corinthians. Ceará e Fortaleza, quando enfrentam os 5 citados acima, é clássico regional, pelo menos até a noite de hoje, pois pelo que eu saiba, nada mudou em relação a isso.

    O que você acha? Você acha que, mesmo o Estado do Ceará tendo menos tradição ao futebol da Bahia e Pernambuco, é um absurdo quando se compara os dois daqui com os demais ou, assim como eu, você acha a tradição dos clubes equivalentes?

    Leonardo, tenho pra mim que você misturou as estações e argumentos. Nas respostas aqui dos comentários deste texto já coloquei minha visão diversas vezes. Se tiver paciência, dê uma lida. Abraço e obrigado.
    FG

  • Vander disse:

    É impressionante como o torcedor cearense tem o complexo de avestruz. A quase totalidade de torcedores de CSC e FEC só conseguem ter olhos para o falido e decadente futebol alencarino, cujo prêmio são respectivamente estabelecer o maior ganhador de títulos e vagas na copa do Nordeste e copa do Brasil. O CSC conseguiu a proeza de ficar fora de uma final do cearense. O FEC atolado na terceira divisão e não ganha um titulo nacional ou regional. Mesmo assim, ainda tem torcedor alienado…

  • MILTON disse:

    Só sei o seguinte grande parte da imprensa cearence fizeram um celeuma danada pela entrada do ceará por conta desistência do uniclinica inclusive o terceirão onde os terceirões fazendo a maior festa pelo vozão ter ficado esse ano de fora da CN como eles nunca tiversem ficados, hoje o presidente do Uniclinica foi bastante claro nunca quis participar da CN pois sabia que não tinha condições mais por livre pressão foi obrigado, agora esse mesmo bahia citado pelo Graziane o vozão bateu ca e lá sendo campeão invicto da CN, se o terceirão junto com o uniclinica passaram vergonha , o que o vozão tem com isso se nem participou esse ano e quando participou foi vice e campeão invicto da CN .

  • Chico Caucaia disse:

    Isto se chama castigo, Uniclic e Fortaleza representando o estado….. ah juventude do brasil.

  • MATA-LEÃO MATADOR ALVINEGRO disse:

    Caro Graziani, enquanto o futebol cearense for comandado por dirigentes amadores, típicos torcedores de arquibancada, com alguns chegando ao cúmulo de mandar jogador vestir camisa com número aludindo gol para espicaçar o adversário e outro por sua vez tentar que o mesmo jogador vista camisa lembrando a série que o outro disputa é só isso que nós vamos enfrentar daqui pra frente. Nenhum quer ver o seu time no cenário nacional. Pra eles essa efêmera conquista do estadual já é tudo. TENHO DITO.

  • wilson disse:

    Muito bem posto Graziane, se a imprensa esportiva cearense tivesse a grandeza dos seus textos que propõe a reflexão, estariamos em outro patamar. Poe exemplo: Um time irresponsável como esse UNICLINIC, deveria ser punido e banido de jogos oficiais tamanho a sua irresponsabilidade profissional. É uma vergonha um timeco desse ser vice campeão do estado, ta aí uma boa explicação do nosso fracasso. Eu penso que daqui para a frente, toda vez que esse amador time do Uniclinic entrar em campo deveria ter protestos da imprensa e das torcidas. Sinceramente, fiquei com nojo desse arrumado chamado Uniclinic. Ta ai, muito bom que disputasse o troféu de pior time do mundo com o Ibis.

  • Ricardo disse:

    O cara escreveu um texto excelente e o pessoal não entendeu.

    Apesar de historicamente o futebol do Ceará SER um pouco inferior ao da BA e PE, e isso são fatos, ele comentou sobre o futebol do estado ESTAR de mal a pior esse ano.

    O que o Uniclinic fez não existe. Foi o “bônus” do campeonato. O Náutico só não passou porque são 2 vagas por grupo. Como 3º fez campanha melhor que alguns segundos colocados.

    Amém
    FG

  • Marcio Andre disse:

    Matéria infeliz esta! Os resultados de 2017 não representam o atual “estágio” do futebol cearense, jamais! Pode representar o momento ruim, aí sim.
    Nosso futebol pode não ter representatividade nacional mas a nível nordeste não esta abaixo do Piauí e Paraíba que têm representantes na Copa do NE.

    Momento ruim = estágio atual. Não pode ser tão difícil.
    FG

  • wilson disse:

    UM ALERTA¹ Na conversa miúda por aí, a FCF está sendo chamada como a CBF do nordeste, por tudo de ruim que ronda a CBF. É bom o presidente da FCF ficar ligado! O fracasso do futebol cearense, tem muito haver com a sua postura politica de fazer futebol e disputar pleito fisiológicamente. Já tem torcidas organizadas de todos os times levantando a bandeira para a deposição do atual presidente da federeação cearense. Inclusive preparando escrechos no aeroporto e cerco de protestos na sede da federação cearense de futebol. Te liga presidente, deixa de omissão!

  • Fabio Anderson disse:

    Graziani,

    Vejo que não só o futebol cearense vai mal, mais também a interpretação de texto por parte dos torcedores de FEC e CSC.

    Mais uma vez excelente texto, bastante coerente e descreve exatamente o estado a atual do nosso péssimo futebol.

    Não é de hoje que nosso futebol ESTÁ (e não É, como muita gente vêm interpretando) sofrível em todos os aspectos em comparação a PE e BA, baixo nível técnico dos times, dirigentes cabeça dura e retrógrados, uma federação que não faz nada pelos clubes, há não ser enviar nota de repudio para CBF, quando FEC e CSC não prejudicados contra times do sul, e isso quando manda, pois compactua os mesmo que estão lá. Infelizmente, o futebol de PE e BA, em termos financeiros, estrutural e técnico, está anos-luz a nossa frente.

    Um reflexo dessa decadência estrutural e técnica, é a falta de interesse do torcedor em ir ao estadio e a desistência de muitos em renovar o sócio torcedor, e ai temos as medíocres médias públicos do campeonato, que acada ano vem diminuindo, como você mesmo já falou em outro post. Ano passado menos 3000 por jogo, e isso se deve muito mais pelos clássicos reis, senão seria pior.

    Aqui uma critica, à não só os dirigentes, como ao poder publico. É INACEITÁVEL, o PV não está disponível para um campeonato que já vem sofrendo com a falta de publico. Eu dificilmente, sairia de casa uma quarta-feira as 21:30 da noite para ir ao Castelão para assistir FEC x Unclinic, com todo respeito ao Uniclinic, tendo que acordar cedo no outro dia. Sem falar do péssimo serviço de transporte público. Isso, é o mesmo que dizer para o torcedor: “Não vá ao estádio”.

    Além do mais, o próprio torcedor cearense ajuda com isso, vejo mta gente colocando a culpa das vergonhosas exibições da dupla cearense este ano, em juizes, gramado, federação, CBF, no sol, no gato, no piriquito etc. A culpa do nosso fraco nunca é nossa.

    Vamos ter um pouco mais de autocritica e aceitar que hoje o futebol cearense está na penúria, vide o Alto Santo que fez uma excelente serie B no ano passado e teve que desistir de disputar a serie A por não ter condições financeiras e a federação não fez nada para ajudar, sequer tentou.

    No mais, meus parabéns pelo excelente trabalho, sempre claro, coerente e com uma boa leitura da atual situação do nosso futebol.

    Abraços.

    Oi Fábio, obrigado pela gentileza e por um comentário que deixa o espaço mais rico.
    Valeu
    FG

  • João Ximenes disse:

    LEANDRO,
    “”Mediocrizei” o 8C e a filial dele,o UNICLINIC.Nem falei em campeonato cearense no meu relato inicial…”

    E nem precisava meu caro LEANDRO, pois se os dois representantes Cearenses são, ou foram MEDÍOCRES… eles saíram de onde ?

    Resposta: de um campeonato e de adversários mais “MEDÍOCRES” ainda.

    É fato ou não ?

    Culpe o coitado do Uniclinic não pois ele caiu na competição de paraquedas por conta da MEDIOCRIDADE dos outros três que ficaram atrás dele(Guaraju, Maranguape e Eles LÁ – os daqui – que é o responsável direto pelo papelão porque passou o nosso futebol quando não conseguiu ser pelo menos o 2º, chegando em 5º num campeonato medíocre)
    Uniclinic levar 24 gols sem tirar o dedo foi a gota d’água).

    Melhor encerrar essa ladainha de uma vez.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *