Futebol do Povo

Com Chamusca, Ceará melhorou em tudo na comparação com os números de Givanildo Oliveira

1120 7

A chegada do técnico Marcelo Chamusca melhorou o desempenho do Ceará na Série B do Campeonato Brasileiro. Na comparação do time sob a orientação de Givanildo Oliveira, hoje no Santa Cruz, todos os principais números melhoraram significativamente, a começar pelo aproveitamento de pontos ganhos, reforçado pela vitória por 2 a 0 sobre o Juventude, no sábado, 15.

Nos oito encontros sob o comando de Givanildo na Segundona, o Vovô fez 11 pontos — três vitórias, dois empates e três derrotas —, rendimento de 45,8%. Já com Chamusca, em cinco partidas, o aproveitamento é de 60% — três triunfos e duas derrotas.

O sistema ofensivo também melhorou. Se com o ex-treinador foram oito gols marcados, média de um por partida, com o atual comandante os sete tentos anotados aumentaram a média para 1,4 gol por encontro. O cenário de evolução também atinge a defesa. Com Givanildo, a equipe foi vazada oito vezes, média de um gol por jogo; e com Chamusca são três tentos sofridos, média de 0,6 por jogo.

O desenvolvimento tático do time será testado amanhã, fora de casa, contra o Guarani-SP, às 20h30min. O confronto é difícil. O clube paulista subiu para a Série B justamente sob o comando de Chamusca no ano passado e lidera a competição, com 26 pontos, cinco a mais do que o Ceará, que assumiu a 6ª colocação após a vitória sobre o Juventude no Castelão.

Recomendado para você

7 Comentários

  • Túlio Franco disse:

    Francamente, já disseram quase tudo sobre o Fortaleza Esporte Clube. Faltou dizer que agora é tarde, já não podemos mais contratar outras porcarias.
    Faltou dizer que de 15 pontos disputados nessas últimas partidas, ganhamos apenas 2 míseros pontos.
    Faltou dizer que porque que o nosso treinador não treina saídas de bolas, cobertura e cobranças de faltas?
    Faltou dizer porque nosso Presidente nunca aparece prá dar satisfação sobre essa caricatura de time de futebol.
    Faltou dizer que se o Fortaleza pelo menos empatar o próximo jogo ele pode sair do G4.
    Faltou dizer que o Bonamigo tá esclerosado, ultrapassado e sem controle do time.
    Faltou dizer que a maior torcida do estado não aguenta mais essa miserável e esquecida série C.
    Faltou coração, consideração, amor à profissão e vergonha na cara.

  • antonio dos santos. disse:

    Faltou dizer que o artilheiro e mais eficiente finalizador do vovô é um zagueiro; reserva, ainda mais. É que o CRB, ao mudar de técnico, tornou-se a melhor equipe da Bzona.

  • Túlio Franco disse:

    Companheiro Antônio dos Santos, faltou dizer que nós merecemos os dois times, Fortaleza e Ceará na Série A da CBF. Pois sendo Fortaleza uma das maiores cidades do Brasil e porque não do mundo, onde se chega mais turistas nacionais e em segundo lugar em turistas estrangeiros, não ter uma diretoria sequer que pense grande como nossa cidade, é muito vergonhoso. Estive em Santa Catarina e lá se respira futebol; cada cidade grande de lá, que não chega a 500 mil habitantes, tem um time de expressão nacional. Não é à toa que tem vários times nas Séries A e B.
    Aí, logo no hotel, me perguntaram meu sobre a situação dos nossos times, acho que prá sacanear, pois havia outros hóspedes cearenses cujo filho vestia uma camisa do Fortaleza. Sinceridade? tive vergonha em falar, e mais ainda em falar do meu Leão do Pici.
    Tá bom dos nossos dirigentes terem umas aulas de administração e direção de clubes de futebol lá em Santa Catarina. Mas aqui é só “venha nós” e “vosso Reino”, nada.

    • Hidler Fontenele disse:

      Túlio, apenas lembrando que o Joinville está na série C. O Figueirense está na zona de rebaixamento da série B e o Avaí está na zona de rebaixamento da série A.

  • Josiney Castro (Morada Nova) disse:

    Não gosto de meter a mão na cozinha alheia. Mas o comentarista WB apontou várias falhas do CSC…E perguntou se o Juventude era aquilo mesmo! Para um bom entendedor…!

  • Deval Paixão Alvinegra disse:

    Graziani, o que me preocupa, é que o time do Ceará, é muito parecido com um vaga-lume (acende-e-apaga), isso tem deixado a torcida preocupada. No jogo contra o Inter, notei que a torcida (ceará amor), compreende mais de futebol do que a própria equipe. Quando os incentivadores de estádios acenderam os sinalizadores, a lí tinha um endereço certo para técnico corrigir o tima, que estava muito nervosos.

  • Chico Caucaia disse:

    Todo jogo do Ceará tem história de tabu, tem tabu na imprensa pra todos os gosto, tabu de placar, de mando de campo, gols marcados, escanteios, primeiro gol..? É muita bobagem da imprensa, no sul ninguém fala de tabu, somente a manezada cearense. ..

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *