Futebol do Povo

Ceará bipolar: terceiro melhor visitante e sétimo pior mandante da Série B

653 12

A temporada 2017 tem sido diferente para o Alvinegro na Série B do Campeonato Brasileiro. Costumeiramente forte em casa e carregando dificuldades longe de seus domínios, o Ceará atualmente sustenta o terceiro melhor desempenho como visitante na competição. São 14 pontos somados em 27 disputados, aproveitamento de 51,9%, só perdendo para Londrina e América-MG, que ultrapassam a casa dos 60%.

O cenário é totalmente diverso das cinco temporadas mais recentes. Em 2012, quando disputou a Série B depois de duas temporadas na Série A, a equipe teve um aproveitamento de 35,1% dos pontos como visitante. Em 2013, baixou ainda mais: 31.6%; em 2014, 33.3%; em 2015, uma marca muito ruim de 29.8% e, no ano passado, novamente 31.6%.

Se como visitante o Ceará tem uma postura corajosa (marcou 12 gols, segundo melhor ataque) e atua de forma atenta, como mandante o time segue derrapando por diversos motivos. Entre eles: excesso de gols perdidos, instabilidade emocional e muitos espaços concedidos aos adversários. Em função disso, a equipe tem a sétima pior campanha jogando em casa. São 11 pontos ganhos em 24 disputados, aproveitamento de 45,8%. Ano passado, por exemplo, o time teve 63,2% de desempenho como mandante. Mesmo em 2015, quando ficou perto de cair, e 2012, quando se livrou do rebaixamento com 45 pontos na 31a. rodada e optou por cumprir tabela, a equipe terminou com 49,1% e 47,4% de aproveitamento, respectivamente.

Contra o Criciúma, nesta terça-feira, no Castelão, uma nova chance de começar a recuperação.

Ceará – campanha como mandante

2017 – 45.8%
2016 – 63.2%
2015 – 49.1%
2014 – 66.7%
2013 – 71.9%
2012 – 47.4%

Ceará – campanha como visitante

2017 – 51.9%
2016 – 31.6%
2015 – 29.8%
2014 – 33.3%
2013 – 31.6%
2012 – 35.1%

Recomendado para você

12 Comentários

  • Abimael disse:

    N interessa se é mandante ou visitante, o q interessa é q para alcançar a Elite tem q ganhar dentro e fora de casa, ou no mínimo ganhar uma partida e empatar outra, n interessa se dentro ou fora de casa. O q vale é a cada 6:pontos disputados, ganhar no mínimo 4, n importando se dentro ou fora de casa. Esss é q,é a verdade.

    Abimael. Do ponto de vista objetivo, teu comentário está correto, mas a minha pauta foi justamente para chamar a atenção de como a postura da equipe muda, assim como o desempenho comparado com os anos anteriores. E isso acaba sendo importante para uma avaliação mais robusta e menos simplista da coisa. Evidente que tanto faz onde o time ganha os pontos, mas a análise não é tão simples assim.
    FG

  • Abimael disse:

    O Bahia fora campeão brasileiro ganhando do Inter em pleno Beira-Rio, contrariando todos prognósticos da imprensa sulista, que, antecipadamente, ja davam o Inter como Campeao. Quem quer alcançar a Elite tem q fustigar o adversário em seu próprio terreiro, caso contrário será mais um ano na Segundona.

  • Barbosa disse:

    Ah ah ah ah ah o canal é bipolar!
    ka ka ka ka ka
    Mas deixando o submundo do canal de lado e falando de time grande.
    Falando do Fortaleza:
    O Leão de Aço ainda não tá excelente, mas tá com sorte. Coisa que nos anos anteriores era o contrário, o Fortaleza ganhava de todo mundo e não subia. Quem sabe se agora dê certo, eim?
    Teríamos a necessidade do Leão de Aço jogar na Série A no seu centenário, mas agora temos a obrigação de estarmos pelo menos na Série B no centenário do Tricolor do Pici.
    Saudações Tricolores!

  • Pedro Wilson disse:

    Se a “diretoria”, se é que se pode chamar assim, colocasse os jogos no PV, os números se inverteriam, mas o que vale são os acordos por baixo dos panos em que alguém ganha e este alguém não é nem o Ceará, nem sua torcida.

  • Rodrigo Alvinegro disse:

    O baixo rendimento em casa se dá através da notória e inexplicável pressão emitida pela imprensa de nossa capital. É impressionante como os jonalistas daqui jogam contra o Ceará. De tanto falarem, os jogadores acabam absorvendo tais cobranças indevidas e deixam isso transparecer dentro de campo, fazendo com que os mesmos não rendam tudo que são capazes e apresentando um futebol bem distante da realidade do elenco. É difícil buscar acesso quando a imprensa (quem deveria apoiar) joga contra.

    Verdade. Nada mais correto do que uma imprensa torcedora, parcial e que defenda o time sem senso crítico. Além disso, deveria entrar em campo para fazer gols, dar bons passes, não perder pênalti e nem dar espaço para o adversário. Perfeito comentário.
    FG

    • Chico Costa disse:

      Insanidade e ironia se misturam para salvar o futebol.

    • Rodrigo Alvinegro disse:

      Não disse que vocês têm que torcer exclusivamente para o Ceará e mascarar os defeitos do time, disse, apenas, que vocês devem apoiar mais os times daqui e não devem ficar fazendo cobranças indevidas e exageradas. Isso atrapalha, acredite. O mesmo vale para o rival. A imprensa sempre fica batendo na tecla do tal mata-mata, e isso sobe a pressão psicológica dos jogadores nos momentos e jogos decisivos.

      Imprensa esportiva séria não apoia ninguém. Analisa, faz críticas e elogios na medida do ocorrido, e com respeito. Aqui no estado e no Brasil todo tem para todos os gostos e você pode optar pela imprensa torcedora e desesperada. Sobre o mata-mata, é o regulamento e não foi feito pela imprensa. Sobre pressão psicológica, na boa, pressão tem quem precisa trabalhar 12 horas por dia por um salário mínimo e pegar ônibus lotado.
      FG

  • Amaury disse:

    há muito equilíbrio este ano nas séries B e C apesar de terem estratégias totalmente diferentes o alvinegro devagar se afasta da zona perigosa se aproxima sem atropelos da zona de classificação sempre a poucos pontos, muitos esquecem que o campeonato na série B começa mesmo na segunda fase que está por vir e aí sim se decidem os competidores às quatro vagas do acesso … o resto é prosódia enche linguiça.

  • Jacó Júnior disse:

    Tem certeza que o Ceará esteve perto de cair em 2012 ? O time terminou a competição em 11o. lugar com 47 pontos a cinco do primeiro rebaixado, que terminou com 42.

    Além disso, pelo que me lembro nas últimas dez partidas do campeonato, o time só “cumpriu tabela”, pois não tinha mais chances de subir, nem risco de cair.

    Seria interessante você rever essa informação.

    Oi Jacó. O Ceará chegou aos 45 pontos na 31a. rodada da Série B 2012 e depois em 21 pontos restantes – sete rodadas derradeiras – somou apenas dois pontos. Largou a competição e mesmo assim teve aproveitamento em casa melhor do que o atual. Atualizei o texto pra ficar mais claro. Valeu.
    FG

  • Fernando Gondim disse:

    Caro Geaziani
    Posso estar enganado mas acho que nunca antes nas séries A e B os visitantes ganharam tanto. Você poderia fazer essa pesquisa? Tenho uma teoria: o futebol brasileiro está nivelado por baixo e os mandantes vão ao ataque e sofrem com os contra ataques, ou seja falta qualidade para propor o jogo. Será que é por aí?Abraço.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *