Futebol do Povo

Ceará 2×1 Brasil-RS: Ricardinho foi decisivo (e a torcida tem razão)

1746 16

Três pontos bem importantes o Ceará somou neste sábado na Série B. A vitória sobre o Brasil por 2 a 1, pela primeira vez de virada nesta Série B, no Castelão, mostrou um time com autoridade e capacidade de reação no segundo tempo, se recuperando de uma atuação ruim da etapa inicial quando saiu perdendo por 1 a 0, gol de Misael (lei do ex, sempre ela). No total, foram 63% de posse de bola, 400 passes trocados e 19 finalizações, números que mostram como um mandante deve se portar.

A entrada de Ricardinho no lugar de Lelê, no intervalo, foi fundamental, mas a postura geral de todos os setores do campo melhorou. Com 41 pontos, o time está em quinto lugar e dista apenas um ponto de G-4. Está muito na briga pelo acesso.

Não foram poucas as vezes que Marcelo Chamusca defendeu o esquema tático do Ceará com dois jogadores velozes pelo lado (Lelê, Cafu e afins) e um centralizado.  O argumento, coerente, apontava para a evolução da equipe desta forma – os números são evidentes – porque apesar de tecnicamente os jogadores serem bem limitados, faziam um trabalho intenso de perseguição aos adversários pelo campo todo.

Um dos efeitos colaterais da escolhas de Chamusca era a não utilização de Ricardinho, mas a partida deste sábado mostrou que o jogador não pode ficar de fora e tem condição de atuar ao lado de qualquer outro atleta. E não foi apenas pelo gol da vitória, mas por toda a dinâmica apresentada, capacidade de passes e finalizações, ou seja, qualidade de jogo.

Na terça-feira que vem, no Recife, contra o Santa Cruz, o Ceará entra em campo mais uma vez. Oportunidade para voltar ao G-4. E a torcida, que foi reclamar no meio da semana porque queria Ricardinho como titular, tinha toda razão. E aguarda o ídolo em campo mais uma vez.

Recomendado para você

16 Comentários

  • Leandro Gonçalves disse:

    A primeira virada de placar veio no momento essencial! Vitória da raça e do talento de Ricardinho que não apenas fez o gol da virada mas também distribuiu bolas,mudou bastante a dinamica do jogo.

    Ceara jogou com raça ! Espero que o Chamusca tenha aprendido a lição!

    Eu ainda acredito no acesso…Classico rei na SÉRIE B? KKKK kkk

    Saudações alviengras!

    • Amaury disse:

      às vezes meu caro o retorno de um bom jogador tem de ser na hora certa, um banquinho pode fazer bem, mexe com o estímulo e isto ocorreu com certeza com Ricardinho um belo craque com vaga em qualquer time, a meu ver um dos problemas do alvinegro é ter um elenco muito forte, se bom para competições longas a briga por vaga se acirra e pode gerar problemas, esta história de nenhum titular e todos titulares é uma estupidez, um bom time muda pouco e tem sistema tático bem definido algo simples e objetivo … vi grandes times de Ceará e Fortaleza e em todos a torcida sabia a escalação de cor e salteado e saindo um quem entraria no lugar … belos tempos.

  • flavio rocha disse:

    Eu acredito na classificação, mas se o chamusca não continuar, a prova foi o jogo de hoje que ele no intervalo corrigiu com a substituição correta tirou o lele e colocou o Ricardinho. Quando ele insiste em escalar o time do jeito que ele quer o rendimento é pífio, a zaga fica toda descoberta com um time sem os volantes de origem ou só um. É melhor tirar o técnico logo logo, pra depois não ser tarde.

  • Mauro Amaral disse:

    Eu quero que qualquer um (vale pra você também, Chamusca) aponte neste elenco do Ceará Sporting quem é melhor que o Ricardinho. Um técnico que deixa nosso melhor jogador e ídolo, ao lado do Magno Alves, no banco de reservas está querendo comprar briga com a nação alvinegra.
    Fica esperto, Chamusca!

  • P. Albuquerque disse:

    Ricardinho mudou o padrão de jogo, a técnica, e inverteu o espaço de domínio da bola. O Ceará, mesmo quando empata ou perde, tem mantido maior percentual de posse de bola do que seu adversário. Mas, o espaço desse domínio tem sido muito tomado pela posse de bola no seu próprio campo, com passes laterais em excesso. Ricardinho assumiu o comando do jogo e levou a posse de bola para o campo do adversário. Repararam na postura diferente do craque quando pegava na bola? Imediatamente, ele levantava a cabeça já virado para o campo de ataque e não para o campo de defesa. E mais: Ricardinho tocou a bola e fez com que seus companheiros também o fizessem. E afirmo que Magno Alves não pode ser descartado. Não ir nem no banco? Chamusca, abandone o jogo pé-duro, e permita que a bola seja tocada com mais cadência, mas de forma ofensiva. Então, é Ricardinho e o Magnata.

  • P. Albuquerque disse:

    Um complemento ao meu comentário acima: uma demonstração de que o craque faz a diferença foi a performance de Misael (ex-Vozão) pelo Brasil de Pelotas. Ele deu ritmo ao ataque e todas as boas jogadas de seu time saíram com sua decisiva participação. Não é mera coincidência: Misael e Ricardinho marcaram gols. E brilharam. Jogam bonito. E com eficácia.

  • Francisco disse:

    A voz do povo e a voz de Deus. Todos acham que Ricardinho como titular, que precisamos de dois volantes o Raul e o Richardson. Alem do Magno Alves como opcao no banco. Treinador escute, reflita e aja

  • Walber disse:

    Toda a torcida estava certa e vc, errado, chamusca. Vc não tem mais credibilidade. O Robinson está acordado?

  • Amaury disse:

    Chamusca salvo por Ricardinho? a alvinegrada deve ter adorado, bom jogador quando entra na bronca pode mudar tudo, mereceu palmas para ele e boa sorte, craque é e ainda dá tempo de melhorar e mostrar o bom futebol que sempre teve.

  • Sergio Cavalcante Ferreira disse:

    Bom dia! Além de Ricardinho, o teimoso e prepotente Chamusca, deveria colocar Richardson e Raul juntos para dar melhor proteção a zaga. Bem como escalar Pio no lugar do Cametá, pois este além de chutar melhor, volta com mais eficiência para recompor o sistema defensivo.

  • César disse:

    É, deixar o Ricardinho e Magno Alves no banco não tem sentido.São dois jogadores necessários a qualquer time de futebol.Mas, valeu a reação do vozão e a torcida está feliz.

    Vamos ver o que vai acontecer no próximo jogo, que é contra o Santa Cruz. Será um jogo difícil,pois o Santa quer se afastar da zona de rebaixamento.Espero um bom resultado a favor do Alvinegro do Canal como dizem os torcedores do “liaum”.

  • Paulo Costa disse:

    treinador inteligente prioriza no seu time titular jogador que tem talento e habilidade
    Zagalo fez isso na Copa de 1970, quando colocou Tostão e Rivelino no meio campo
    não tirou Tostão que era atacante para colocar um volante. ele preferiu colocar
    um jogador inteligente e habilidoso no time, ao invés de um jogador de marcação.

    o Chamusca não pode deixar o Ricardinho de fora do time, porque além de fazer o time andar
    com seus lançamentos e jogadas precisas, ainda ajuda na marcação .

  • Será que o teimoso aprendeu parte da lição?.Está faltando o restante da engrenagem funcionar,ou seja,Magno Alves junto de Elton,Raul,Richardson e o Ricardinho.Pio e Rafael Carioca nas laterais e Valdo no lugar do inconsequente Luis Otávio.O resto é preparar -se para e série S e fszer a fedta no Aeroporto Pinto Martins.Acorda Robson de Castro.Pede conselho ao Evandro.Colírio nos olhos.

  • Digo,Serie A,que é o lugar de times de torcida como o Ceará.

  • Alguém poderia me explicar por que Magno Alves nem no banco foi?.Ou estou enganado?.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *