ID

“É um pedaço da história”: após polêmica com Kim Kardashian, internet relembra vestidos ‘clássicos’ que marcaram a web

137

Foto: reprodução/Twitter

 

Como no Brasil tudo termina em meme, a mais nova brincadeira da internet nos últimos dias é o bordão “não é só um vestido, é um pedaço de história”.

Tudo começou após a socialite Kim Kardashian aparecer este ano no baile de luxo Met Gala, realizado em Nova York, trajando um vestido da atriz Marilyn Monroe, usado ela quando cantou para o então presidente John F. Kennedy, em seu aniversário em 1962.

O item está avaliado em cerca de R$ 25 milhões e foi emprestado a Kim pelo museu Ripley’s Believe It or Not!. A polêmica surgiu após um colecionador reclamar que o vestido havia sido danificado pela Kardashian. Ele publicou ainda fotos do antes e depois, que mostrariam os supostos danos causados na peça.

E, claro, o assunto gerou discussão sobre o valor histórico do vestido (“não é só um vestido, é um pedaço de história”), mas o que não faltou foi criatividade para brincar com a situação.

O ID, blog de Mídias Sociais do O POVO, preparou uma lista dos memes mais engraçados que circularam na internet sobre o assunto. Confira: 

 

1- Grávida de Taubaté

O vestido de Maria Verônica Santos, conhecida como a “grávida de Taubaté”, ficou conhecido e faz parte da galeria de memes que o Brasil criou.

Em 2012, Verônica simulou uma gravidez de quadrigêmeas e participou de diversos programas de TV contando a história. Por causa disso, ela começou a receber doações como fraldas, móveis e até dinheiro. O tamanho da barriga impressionava.

Com a revelação do gravidez falsa, o caso ganhou repercussão nos jornais. Foi um prato cheio para memes e brincadeiras.

 

 

2- A cor do vestido

Em 2015, um questionamento mobilizou a internet: qual seria a cor desse vestido, azul e preto ou branco e dourado? A discussão chegou a ser um dos temas mais compartilhados do Twitter e alcançou os trending topics no mundo.

 

3- Vestido de Geisy Arruda

Em 2012, o vestido rosa da universitária Geisy Arruda, vítima de machismo, virou polêmica. Ela foi expulsa da universidade União Bandeirante de Educação (Uniban,) em São Paulo, acusada de “desrespeito à dignidade acadêmica e à moralidade” por causa do tamanho do vestido.

O assunto se tornou um dos mais comentados do país à época.

 

4- Vestido de carne

Em 2010, a cantora Lady Gaga chocava o mundo ao aparecer com um vestido feito de carne na premiação da música americana VMA. Ela subir o palco do evento com a peça e, claro, marcou sua carreira.

 

5- Bernadete e seu vestido em “Chocolate Com Pimenta”

Outro vestido lembrado pelo público é o usado pela personagem Bernadete, interpretada por Kayke Brito, na novela global “Chocolate com Pimenta”.

A menina chamava atenção dos demais personagens por não ter traços femininos. Criada por sua mãe como menina, Bernadete descobre, no decorrer da trama, que na verdade era um menino. 

 

6- Scooby-Doo

Um desenho animado queridinho do Brasil é o “Scooby-Doo”. Em 2002, estreou o primeiro live-action baseado no desenho. Anos depois, com a ascensão das redes sociais, Scooby-Doo nos deu vários memes.

Um deles é a cena que Scooby, o cachorro, está disfarçado de “vovó” usando um vestido em um aeroporto. 

7- Uniforme de Fátima e Sueli

A brincadeira também circulou entre vestidos de séries e filmes. O uniforme de Fátima e Sueli, personagens de Andréa Beltrão e Fernanda Torre na série “Tapas e Beijos”, da TV Globo, também foi citado pela web como “um pedaço da história”.

 

8- Camisa cor-de-rosa de Gil do Vigor

Um dos participantes mais queridos do Big Brother Brasil (BBB), Gil do Vigor não escapou da brincadeira. Sua clássica camisa cor-de-rosa também foi lembrada como um pedaço de história… mesmo não sendo um vestido. 

https://twitter.com/oissss/status/1537189234250895361

 

9 – Abacaxi de “A Grande Família”

Para finalizar esta lista, a peça não é um vestido nem roupa, mas acabou entrando na brincadeira. A jarra de abacaxi, presente em muitas casas no Brasil, foi parte do cenário da série “A Grande Família”, da TV Globo, que ficou 13 anos no ar.

Internautas relembraram o objeto que ficou marcado como uma memória afetiva.

 

Recomendado para você