Meu Negócio

Franquia ou filial: em qual investir no meu negócio?

Fachada de uma loja. Ilustra uma franquia

Foto: Rawpixel/Freepik

Tem intenção de começar uma filial ou uma franquia? Saiba identificar qual modalidade é mais adequada para o seu negócio

Expandir um negócio é um momento bastante esperado para um empreendedor. Após o sucesso original, chegou a hora de levar os produtos ou serviços para uma gama maior de consumidores. Caso a loja atue com Pontos de Venda (PDV), as modalidades podem ser de franquias ou filiais. Antes de realizar o investimento, contudo, é preciso entender a diferença de cada uma, observando as respectivas vantagens e desvantagens.

Antes de tomar qualquer decisão, o empresário precisa avaliar suas intenções. O objetivo é manter o controle da empresa? Ou somente buscar novos sócios? Ou, quem sabe, expandir a marca para diferentes cidades, sob o controle de outros empresários? Tais questões devem ser levadas em consideração antes de se expandir a empresa.

Filial

Nesse segmentoo registro empresarial permanece único. Ou seja, há apenas um CNPJ presente, sendo o da matriz. Assim, o controle de cada loja continua sendo de responsabilidade dos sócios originais da empresa. Contudo, cada filial possui seus próprios gestores, líderes e supervisores, para se garantir a unicidade do atendimento original.

O orçamento, lucro, dívidas e outros aspectos financeiros da filial também podem ser feitos de forma independente da matriz. Ou seja, uma marca estabelecida em diferentes bairros irá ter margens de lucro diferentes entre si, o que demanda organização por parte da equipe responsável.

Franquia

 Sistema conhecido como franchising, o investimento provém de outros empresários, após a licença de uso original da marca ser cedida. Para investir no modelo, é preciso estruturar todas as etapas de produção, para que a qualidade dos serviços ou produtos não seja prejudicada. Aqui, cada CNPJ é independente, ou seja, é possível haver diferentes franquias, da mesma marca, em uma cidade.

“Uma franquia é como qualquer outro negócio. Precisa de um plano de viabilidade, um plano de negócio e, nesse plano, uma análise da viabilidade econômica do empreendimento”, ressalta Rogério Morais, especialista em empreendedorismo*.

Para quem vai investir em uma franquia, uma das vantagens é já começar com uma marca consolidada, com uma aceitação comprovada no mercado.

Vantagens da franquia:

  • Possuir diversos franqueados financiando sua marca;
  • Por conta do investimento externo, a expansão do negócio acaba sendo mais acessível.

 Desvantagens da franquia:

  • Por conta de falhas na comunicação, decorrente da distância entre as lojas, alguns problemas de gestão podem surgir;
  • Dificuldade para encontrar um bom franqueado, pois é necessário ter segurança em quem vai começar a investir.

Vantagens da filial:

  • Expansão do público, mas com controle das operações da empresa;
  • Visibilidade maior para a marca.

Desvantagens da filial:

  • Aumento da carga de trabalho e obrigações empresariais;
  • Problemas operacionais podem ocorrer em mais de uma unidade ao mesmo tempo.

*Rogério Morais é gestor estadual de varejo e artesanato do serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará (Sebrae/CE)

SAIBA MAIS SOBRE FRANQUIAS

PRECISA DE AJUDA PARA GERIR A EMPRESA? CONHEÇA O GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

CONHEÇA O GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS PARA AJUDAR NAS CONTAS PARTICULARES

ENTENDA COMO REALIZAR A PRECIFICAÇÃO ADEQUADA COM O GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS 

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *