Meu Negócio

Crédito: instituições financeiras confiam mais nas mulheres

As mulheres empresárias pedem menos crédito que os homens, mas conseguem mais financiamentos com as instituições financeiras, segundo estudo do Sebrae que analisou o histórico de empreendedorismo feminino das últimas edições da pesquisa “O Impacto da Pandemia do Coronavírus nos Pequenos Negócios”, realizada em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

O maior aval para os pedidos das mulheres, de acordo com a analista de empreendedorismo feminino no Sebrae, Renata Malheiros, pode ser explicado pelo histórico delas de melhores pagadoras. “As mulheres são mais adimplentes, na média, e os bancos levam isso em consideração. Por outro lado, ainda observamos barreiras culturais por parte das instituições financeiras quando a mulher negocia operações de crédito”, avalia ela. 

LEIA MAIS | Semana Global do Empreendedorismo: foco na superação da crise de coronavírus

A pesquisa também mostra que a recuperação de faturamento dos negócios comandados por mulheres está abaixo da dos homens. Em abril, 89% das empresas registraram queda na receita (tanto para homens como para mulheres). Já no mês de outubro, 77% das empreendedoras ainda registram perda de faturamento. Entre os homens, esse percentual é de 73%. 

O faturamento mensal das mulheres apresentou uma queda de 39%, maior que entre os homens, com o índice de 34%. Além disso, 30% dos empresários do sexo masculino afirmaram que têm dívidas em atraso, contra 32% das empreendedoras.

Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino

O Sebrae realizou nesta quinta-feira, 19, Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, uma série de debates com empreendedoras renomadas do País. A programação gratuita ocorreu dentro da Semana Global de Empreendedorismo. Assista em: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/sebraedelas2020

 

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *