Meu Negócio

Confira cinco dicas para gerir um salão de beleza de sucesso

Mulher tem seu cabelo lavado em um salão de beleza

Foto: Prostooleh/Freepik

Entenda as particularidades da gestão de salões de beleza e quais os cuidados que devem ser tomados para o crescimento desse tipo de negócio

O fim de ano se aproxima, e com ele, festas, confraternizações, encontros de família e outros eventos. Nesse período, um tipo de negócio que passa a receber ainda mais consumidores são os salões de beleza.

Ana Virginia Milhome, psicóloga especialista em Comportamento Organizacional*, explica como realizar a gestão destes empreendimentos com maior eficiência, de forma a aproveitar o período propício do ano. “É questão de processo. Ele [o dono] precisa identificar como está sua produtividade e como estão os seus processos. Quanto de shampoo é gasto, quanto de tempo é gasto em uma escova. Então, precisa estar atento e ter essas informações, para fazer a gestão desses dados.”

De posse destas informações, é possível ter uma gerência dos controles de forma mais segura, além de medir o número de atendimentos realizados em diferentes períodos de tempo.

Confira cinco dicas para a gestão adequada de um salão de beleza

1 – Se adequar com a lei

É preciso ter atenção para estar de acordo com a lei. “A primeira preocupação são as questões legais, trabalhar dentro da forma legal, dentro da Lei do Salão Parceiro, estar sempre informado sobre isso é uma forma de evitar riscos, causas trabalhistas.”

A lei nº 13.352/2016, conhecida como Lei do Salão-Parceiro, objetiva a regularização da contratação de profissionais como cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, maquiadores, manicures, depiladores, entre outros, sob o regime de trabalhadores autônomos.

Com o uso adequado da lei, os profissionais de beleza poderão continuar atuando para receber comissões de acordo com os valores de mercado. Já os donos dos salões têm garantia de segurança em relação a questões tributárias e trabalhistas.

2 – Faça uma gestão adequada 

Ana Virgínia destaca que “o principal desafio no crescimento do salão de beleza é a gestão”. Não adianta o dono ser extremamente habilidoso como cabeleireiro ou esteticista se o negócio não está sendo gerido corretamente. Questões como controle financeiro, administração do salão, ações de marketing estratégicas, trabalho com as mídias sociais, produtos e serviços de qualidade são importantes ao gerir um salão de beleza. Ana destaca o marketing como um dos fatores principais, sendo como essencial nesse processo de crescimento, associado a um processo de gestão rigoroso.

Além disso, se o dono do salão não tiver interesse em aprender técnicas de gestão, é importante que ele delegue essa função para outros profissionais de confiança e capacitados para administrar sua empresa.

3 – Como se diferenciar no mercado?

É importante que o dono sempre esteja atualizado das últimas tendências e estar ciente da definição do que o seu negócio se propõe enquanto salão de beleza – ser especialista em loiras, estética, cortes, ou outras especialidades.

Além da diferenciação do negócio, a inovação também é um fator de destaque para que haja um destaque em relação a concorrência. “Todo salão pode fazer todos os serviços básicos, mas ter sempre um diferencial. Ter um atendimento diferenciado, personalizado. Hoje em dia, os clientes querem sempre a personalização, ser atendido da melhor forma”, explica Ana.

O investimento em cursos específicos também auxilia a construir um portfólio mais amplo para cada salão. Logo, busque capacitação e analise o mercado para entender com qual tendência sua empresa se adequa.

4 – Cuidados no dia a dia

Rotineiramente, alguns detalhes acabam sendo esquecidos ou menosprezados. Ana alerta que mesmo o trivial pode precisar de uma atenção maior: “No dia a dia, o importante é o cuidado no atendimento com o cliente, no relacionamento com os parceiros, com o cabeleireiro, com a manicure. Porque essa relação do dono do salão com esses parceiros será refletida na qualidade do atendimento ao cliente.”

5 – Use a tecnologia a seu favor

É normal que a dinâmica de trabalho cotidiano acabe afastando os gestores de um acompanhamento frequente e eficaz de informações quanto aos gastos, estoque, entre outros dados. Quando realizado de forma atenta, essas informações ajudam a indicar certos comportamentos da empresa. No entanto, existem softwares específicos que podem ser aplicados a salões de beleza que fazem o controle do estoque, com identificação dos produtos que mais saem, por exemplo.

“Esses softwares indicam qual o produto que tem mais saída e que quando já está próximo à necessidade de repor esse estoque, de fazer o controle. Então, o dono do salão precisa se apropriar dessas ferramentas, da tecnologia que pode auxiliá-lo no processo de gestão do seu salão.”

* Ana Virginia Milhome é analista do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae/CE)

SAIBA MAIS SOBRE A GESTÃO DE UM SALÃO DE BELEZA

PRECISA DE AJUDA PARA GERIR A EMPRESA? CONHEÇA O GUIA DE FINANÇAS PARA NEGÓCIOS

CONHEÇA O GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS PARA AJUDAR NAS CONTAS PARTICULARES

ENTENDA COMO REALIZAR A PRECIFICAÇÃO ADEQUADA COM O GUIA DE GESTÃO DE PREÇOS 

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *