Política

Impacto da Lava Jato ameaça reforma da Previdência, diz Tasso

407 5

Tasso acredita que lista de Janot impactará na reforma da Previdência (Foto: Divulgação / PSDB)

O senador Tasso Jereissati (PSDB) avalia que a nova lista de Janot, como ficaram conhecidos os pedidos de inquérito que o procurador-geral da República Rodrigo Janot enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas delações de 77 executivos da Odebrecht, pode atrapalhar aprovação da reforma da previdência. As declarações foram feitas ao portal Valor Econômico.

Segundo Tasso, que é aliado do presidente Michel Temer (PMDB), o Governo Federal não tem conseguido divulgar bem a reforma e explicar sua importância. “O Governo transmite mal para a população o que é a reforma, o que representa e o que pode significar para o futuro”, afirmou.

As eleições de 2018 também estariam influenciando o cenário político e fazendo com que mesmo os parlamentares da base receassem em defender a proposta, impopular. “Isso tem muita influência. Muita”, admitiu.

Para o tucano, eleito nesta semana como presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, a rejeição da proposta terá consequências graves na recuperação da economia brasileira, inclusive com a interrupção da recente trajetória de queda da taxa Selic.

Sobre o destino dos aliados PSDB e PMDB nas eleições de 2018, o senador acredita que há chance de eles disputarem juntos a eleição presidencial. Para ele, porém, as chances são maiores caso a chapa seja encabeçada por um tucano, como o senador Aécio Neves (MG) ou o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (SP).

Recomendado para você

5 Comentários

  • Manoel Jorge Marques Neto Marques disse:

    O que vai realmente deixar a economia crescer é colocar todos os corruptos na cadeia e fazerem devolver o dinheiro publico…ou seja, de acordo com a proteção do STF……NUNCA!!!!!

  • Francisco Bráulio Lourenço de Vasconcelos disse:

    …”Sobre o destino dos aliados PSDB e PMDB nas eleições de 2018, o senador acredita que há chance de eles disputarem juntos a eleição presidencial. Para ele, porém, as chances são maiores caso a chapa seja encabeçada por um tucano, como o senador Aécio Neves (MG) ou o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (SP)”.

    Será que entendi direito? o Senador acha que o STF está de brincadeirinha, e dois enrolados na lava -jato não serão punidos? Que coisa impressionante! o STF vira stf? a casa da impunidade? lamentável.

  • Geraldo Alckmin, sem dúvida, é um dos políticos mais experientes e de maior destaque do país. Dirige o principal Estado da nação pela quarta vez. Foi reeleito no primeiro turno com uma votação muito expressiva. Perdeu em apenas um município dos 645. Foi também vereador, prefeito, Deputado Estadual e Federal. Sua trajetória o credencia a disputar qualquer cargo. Se Alckmin for candidato, terá meu apoio e meu voto.

  • Luís Carvalho disse:

    Como cidadão cearense desconheço alguma situação nefasta em que o atual Senador e ex-governador Tasso Jereissati tenha se envolvido como desvios de dinheiro público,falcatruas e desmandos com a administração pública.Agora é notório que sempre tratou servidores do Estado concursados,dedicados e sérios com a menor valorização profissional possível retirando direitos e garantias inclusive adquiridas legalmente promovendo uma verdadeira “via cruzes” desses à justiça. Em termos remuneratórios,foi o gestor que menos reconheceu o labor de quem honestamente trabalhou de forma exclusiva ao engrandecimento do Estado.Afora essa colocação,alguns dos seus ex-secretários, quando deixaram a esfera pública,tornaram-se empresários ou aumentaram suas já existentes empresas tanto na própria iniciativa privada quanto em participação nos serviços públicos existentes.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 14 =