Política

Danilo Forte e outros deputados cearenses de malas prontas para o DEM

463 3
Danilo Forte entrou em rota de colisão com o PSB após apoiar reformas do governo Temer (Foto: Divulgação)

Danilo Forte entrou em rota de colisão com o PSB após apoiar reformas do governo Temer (Foto: Divulgação)

Após entrar em rota de colisão com direção nacional do PSB, o deputado federal Danilo Forte já estaria de malas prontas para migrar para o DEM. A mudança do deputado, que deve ser acompanhado por outros parlamentares cearenses, deve ocorrer em meio a “janela” aberta por votação da reforma política em tramitação no Congresso.

Procurado pelo Blog Política, Danilo não confirma filiação ao Democratas, mas admite movimento avançado para deixar seu atual partido. “Se não houver um diálogo muito profundo dentro do partido e reposição do projeto que até alguns meses atrás ele defendia, inevitavelmente um grupo de parlamentares deve deixar o partido”, disse.

Segundo ele, recente reaproximação do PSB com o PT e voto da sigla contrário às reformas do atual governo motivam sua possível saída. “Quem mudou não fui eu, foi o PSB. Quando vieram conversar comigo sabiam que eu era a favor do impeachment e de reformas, até para garantir conquistas sociais (…) não dá para ficar só oposição, sem propor, rebelde sem causa”, diz.

Danilo não cita nomes, mas afirma que existem diversos outros parlamentares em situação parecida no Ceará. “Existe uma massa de descontentamento hoje na Câmara. Alguns pela mudança de conjuntura, outros pela situação partidária (…) claro que atinge o Ceará”, diz. Ele afirma estar discutindo com várias siglas, desde o PPS ao Podemos.

Sobrevivência política

Para além do aspecto partidário ou ideológico, mudança de partido pode ser questão de sobrevivência política para Danilo. Tudo porque o PSB, sigla nanica no Ceará, não possui “puxadores de voto” suficientes para garantir a eleição de um deputado federal no Ceará. O DEM, por outro lado, trabalha para unir diversos candidatos de peso para 2018 no Estado.

Questionado se mudança do “socialista” PSB para o “liberal” DEM não seria uma guinada ideologica muito brusca, Danilo, que começou vida política no PCdoB e foi eleito em 2010 pelo PMDB, minimiza questão. “O momento atual é de ter uma postura mais liberal, até para criar uma situação econômica que garanta os avanços sociais”, diz.

Recomendado para você

3 Comentários

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *