Política

Liminar sobre auxílio-moradia de Feitosa será julgada na próxima semana

A liminar pede a suspensão dos pagamentos de auxílio-moradia do desembargador Carlos Feitosa

O conselheiro Itacir Todero, relator da liminar que pede a suspensão dos repasses de auxílio-moradia para o desembargador afastado do Tribunal de Justiça do Ceará, Carlos Feitosa, afirmou ao Blog Política que deverá julgar a provocação do Ministério Público de Contas do TCE na próxima semana.

Todero disse que a demanda chegou ao seu gabinete nesta quarta-feira, 6, depois do Tribunal de Contas do Estado ouvir o presidente do TJ-CE, o desembargador Gladyson Pontes, sobre o caso. Ainda nesta quarta, a liminar será encaminhada para o parecer do órgão técnico da instituição.

Carlos Feitosa receberá R$ 102 mil em auxílio-moradia

O presidente do TJ-CE contestou todos os pontos colocados pelo MP na liminar. Segundo Pontes, o caso do desembargador afastado ainda não houve sanção, e por isso, assim como entende o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), os pagamentos referentes ao auxílio-moradia deveriam ser mantidos.

O relator só se manifestará sobre a liminar após parecer do órgão técnico do TCE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × um =