Política

TJ-CE abre processo contra juiz investigado na Operação Expresso 150

A decisão dos desembargadoras foi unânime. Foto: Divulgação

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) abriu, nesta sexta-feira, 24, Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra o juiz Onildo Antônio Pereira da Silva. A decisão foi tomada pelo pleno da Corte de forma unânime, com votos dos 30 desembargadores presentes. Também foi sorteada a relatoria do processo, que ficará com Francisca Adelineide Viana.

Onildo era responsável pela 4ª Vara Cível de Fortaleza. A Corte chegou a começar a julgar caso do juiz José Edmilson de Oliveira, da 5ª Vara Cível, mas adiou para 25 de janeiro.

Os dois são alvo da operação Expresso 150, que apura suposto esquema de venda de sentenças no Judiciário do Ceará. Os magistrados estão afastados desde junho deste ano, acusados de participar das irregularidades. As consequências de uma investigação administrativa podem ir da advertência à aposentadoria compulsória.

Afastamento

O afastamento ocorreu em determinação do desembargador Tarcilio Souza, durante operação envolvendo os titulares da 4ª e 5ª varas cíveis, Onildo Antônio Pereira da Silva e Edmilson de Oliveira. Na época, foram cumpridos mandados de busca e apreensão no Fórum Clóvis Beviláqua.

A Expresso 150 foi deflagrada em 2015 e investiga casos de vendas de habeas corpus desde 2013. Advogados, juízes e desembargadores estariam envolvidos no esquema, segundo a Polícia Federal.

(Com informações do repórter Carlos Mazza)

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *