Política

Aliado de Cid na campanha ao Senado, Eunício anuncia voto em Haddad

Eunício e Haddad foram ministros do ex-presidente Lula.

Alimentando uma aliança informal com o ex-governador Cid Gomes (PDT) para as duas vagas do Senado, Eunício Oliveira (MDB) anunciou ao Blog Política voto no candidato do PT à presidência da República, Fernando Haddad, que é adversário direto de Ciro Gomes (PDT) na disputa por uma das vagas do segundo turno presidencial.

O emedebista já havia dito a este Blog que não era “petista”, mas que era “lulista”. Na última visita do ex-prefeito de São Paulo ao Ceará, o senador encontrou-se em ato com o petista e posou para foto juntos.

Eunício voltou a dizer que é “lulista” e anunciou voto em Fernando Haddad para presidente. “Todo mundo sabe que não sou petista, mas todo mundo sabe que sou lulista. Primeiro porque fui ministro do Lula e segundo por gratidão a tudo o que ele fez pelo Nordeste brasileiro”, afirmou.

“Respeito os que votam no Bolsonaro, nós vivemos em uma democracia, respeito os que votam no Ciro Gomes, Geraldo Alckmin, Boulos, Marina, agora eu vou atender um pedido, inclusive, do presidente Lula que é votar no candidato dele”, continuou o presidente do Congresso Nacional.

Eunício aproveitou para criticar a prisão do ex-presidente Lula que se deu em segunda instância. “A Constituição diz que só com trânsito em julgado. Prenderam o Lula, e, no meu entendimento, com o Lula preso essa eleição está capenga porque o maior líder do Brasil deveria ser julgado pela população”, argumentou.

Estreitando cada vez mais a relação com o governador Camilo Santana (PT), Eunício afirmou que terá agenda em conjunto com o petista nos próximos dias para o ato de formalização do empréstimo do metrô de Fortaleza. Segundo o emedebista, o anúncio foi feito pelo Ministério da Fazenda.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 11 =