Política

Governadores do Nordeste cobram “debate cuidadoso sobre Previdência”

Governadores do Nordeste participam de encontro em Brasília nesta quarta-feira (Foto: Divulgação)

Reunidos em Brasília, na representação do Ceará, os nove governadores do Nordeste cobraram debate “debate cuidadoso sobre a Reforma da Previdência”.

O grupo de chefes do Executivo, entre os quais se encontra Camilo Santana (PT), formulou uma carta que contém quatro pontos que consideram prioritários.

Além da Previdência, a discussão sobre o plano anticrime apresentado pelo ministro da Justiça Sergio Moro dois dias antes; a necessidade de um novo Fundeb; e a retomada de debates no Congresso sobre assuntos federativos, como a concessão onerosa.

Ainda sobre a Previdência, os governadores demonstraram “preocupação com medidas que impeçam o acesso dos mais pobres a direitos fundamentais”.

Na última segunda-feira, uma minuta da reforma, a primeira apresentada pelo governo Bolsonaro, vazou.

Nela, a idade mínima para aposentadoria é de 65 anos para homens e mulheres e o tempo de contribuição para integralidade da remuneração, de 40 anos.

Sobre o plano de Moro, que foi discutido com os governadores em encontro na última segunda, os gestores ressalvaram que o projeto deve evitar medidas “puramente simbólicas”.

Para eles, é vital o “cumprimento das regras sobre o Sistema Único de Segurança Pública (Susp)”.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *