Política

A pedido de Tasso, Senado aprova urgência em empréstimo para Fortaleza

2775 4

Tasso Jereissati exibe voto durante eleição para a presidência do Senado em fevereiro (Foto: Agênicia Brasil)

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou na manhã desta terça-feira urgência na votação de empréstimo de US$ 73 milhões para a Prefeitura de Fortaleza. A concessão dos recursos ao município deve ir a plenário da Casa ainda hoje.

O pedido de urgência na tramitação foi requerido pelo senador Tasso Jereissati (PSDB).

Tasso articulou a aprovação na urgência para votação um dia depois de o ex-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) admitir conversa com o senador, ainda em dezembro de 2018. O pedetista se declarou emocionado com o convite feito pelo tucano.

As declarações de Ciro foram dadas em entrevista nessa segunda-feira à rádio Tribuna Bandnews FM. Nela, o pedetista afirmou ainda que havia se reunido com Tasso para um café cerca de duas semanas atrás.

O POVO apurou que, além da troca de elogios mútuos sobre os netos, outro assunto fez parte do reencontro de Tasso e Ciro (eles estavam afastados desde 2010): os cenários para as eleições de 2020 e a sucessão do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), um aliado dos Ferreira Gomes.

Os recursos previstos no empréstimo, contraído junto ao Banco Mundial, se destinam ao programa “Fortaleza Cidade Sustentável”, que se divide nos eixos “recuperação do ambiente social, urbano e ambiental” e “governança, planejamento e gestão urbana e ambiental”.

O empréstimo estava parado no Senado havia dois anos. Em novembro do ano passado, logo depois das eleições, o então presidente do Congresso, Eunício Oliveira (MDB), e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), trocaram farpas públicas – no centro dessa briga, estava a aprovação das verbas.

Segundo aliados do pedetista, Eunício teria barrado no Senado o andamento do empréstimo depois de perder as eleições para um novo mandato no Senado.

À época, o emdebista culpou Roberto Cláudio por seu revés na Capital, onde ele amargou apenas um quarto lugar na disputa por duas das três vagas na Casa.

Recomendado para você

4 Comentários

  • Antonio Humberto Soares de Freitas disse:

    Que tal construir uma areninha ou algum órgão público no grande terreno abandonado na avenida Francisco Sá, onde funcionava o Grêmio dos Ferroviários?

  • Antonio Maciel disse:

    A população da SAPIRANGA assiste a mais um prefeito passar por dois mandatos consecutivos (8 anos) sem que faça a urbanização da LAGOA DO SOLDADO que já é esperada por décadas. No final da gestão Luizianne Lins já havia licitado a obra, mas infelizmente ela não ganhou por acreditarmos que Roberto Claudio seria mais efetivo. Tudo ilusão. Enquanto isso a prefeitura cobra IPTU exorbitante dos seus moradores e consegue justificativas e dinheiro para mexer no que já é muito bom no lado rico da cidade como Praça Portugal, Beira Mar e muitos outros lugares, e aqui continuamos com os alagamentos em dias de chuva e com o mau cheiro o ano todo.

    • HENRIQUE FREITAS disse:

      Antônio, quem sabe se funcionário público do município de Fortaleza pagasse IPTU, sobrasse algum recurso pra executar a urbanização desejada. Mas ninguém – nem prefeito nem vereador algum – toca nesse tema. Privilégio, benefício pra pouquíssimos, que é bancado por muitos.

  • Antonio Maciel disse:

    A população da SAPIRANGA assiste a mais um prefeito passar por dois mandatos consecutivos (8 anos) sem que faça a urbanização da LAGOA DO SOLDADO que já é esperada por décadas. No final da gestão Luizianne Lins já havia licitado a obra, mas infelizmente ela não ganhou por acreditarmos que Roberto Claudio seria mais efetivo. Tudo ilusão. Enquanto isso a prefeitura cobra IPTU exorbitante dos seus moradores e consegue justificativas e dinheiro para mexer no que já é muito bom no lado rico da cidade como Praça Portugal, Beira Mar e muitos outros lugares, e aqui continuamos com os alagamentos em dias de chuva e com o mau cheiro o ano todo.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *