Radar do Comércio

Quatro profissões para quem quer começar no mercado de saúde

Mercado de saúde: duas pessoas com batas, máscaras e toucas cirúrgicas examina a boca de uma paciente.

Técnicos em Saúde Bucal, Enfermagem, Óptica e Estética são alguns dos cursos para quem busca trabalhar no mercado de saúde (Foto: Cedric Fauntleroy/Pexels)

Uma das consequências da pandemia é a preocupação mais constante das pessoas com a saúde. Um dado que expressa isso é o crescimento da adesão de planos de saúde no Brasil. Apesar da crise que, no segundo trimestre do ano passado, diminuiu a renda dos brasileiros ao mesmo patamar de 2012 (de acordo com estudo do Observatório das Metrópoles), no ano de 2021 o número de pessoas com plano de saúde no país cresceu em 1,5 milhão. O dado é da ANS e mostra o maior crescimento em doze meses desde 2013.

Nesse contexto, também fica mais evidente a importância dos profissionais de saúde e a grande necessidade desses trabalhadores no mercado. Para além de médicos, enfermeiros, psicólogos e outras profissões que exigem graduação, há uma série de funções que são exercidas por profissionais formados em cursos técnicos e que também são bastante procuradas no mercado. Entre elas, estão técnicos em enfermagem, odontologia, podologia, estética, óptica e muitos outros.

Com menor duração que as graduações, os cursos técnicos são boas opções para quem procura inserção mais rápida no mercado. Uma das vantagens desse tipo de curso também é o valor mais acessível. Além disso, fazer o técnico pode ser uma boa alternativa para quem ainda não tem tanta certeza de que vai querer continuar na área, ou ainda em qual ramo no vasto universo da saúde prefere atuar.

Técnico em Enfermagem

Um dos profissionais mais procurados no contexto da pandemia é, sem dúvidas, o técnico de enfermagem. De acordo com um estudo do site de empregos Catho, em março de 2020, a procura por profissionais com essa função aumentou 708% na plataforma, em relação ao mesmo período do ano anterior. Mas o campo de atuação desses profissionais vai além do ambiente hospitalar. Espaços como clínicas, SPAs, asilos, consultórios, postos e laboratórios estão entre os lugares que precisam desses técnicos.

Técnico em Saúde Bucal

Outro profissional que ganhou bastante espaço nos últimos anos é o técnico em saúde bucal. A função dele é prestar assistência ao cirurgião-dentista em todas as etapas da consulta, desde a recepção aos pacientes até a realização dos procedimentos, do mais simples ao mais complexo. O profissional pode atuar em clínicas, consultórios, serviços de diagnóstico odontológico e serviços de prótese dentária.

Técnico em Óptica

Não tão conhecido quanto outros cursos na área de saúde, o de técnico em óptica também prepara profissionais para um mercado em ascensão. De acordo com um estudo da Euromonitor, o setor óptico ainda tem muito espaço para crescer no Brasil, e as óticas menores vêm puxando a recuperação do setor após a pandemia. Essa realidade abre portas tanto para quem quer um emprego quanto para quem busca empreender. O técnico em óptica é o preparado para realizar tarefas como interpretar prescrições ópticas, venda de óculos de grau, de sol e lentes de contato e confeccionar óculos e lentes de contato.

Técnico em Estética

Também ligado à área da saúde, o setor de estética reúne diversas atividades e boas oportunidades de geração de renda. De acordo com dados da Associação Brasileira de Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) e do Instituto FSB Pesquisa, o Brasil é o terceiro maior mercado de estética do mundo. O técnico em estética atua nesse mercado realizando diversos tratamentos de beleza.

Esses e outros cursos para a área da saúde são ministrados com excelência no Senac Ceará. Clique aqui para ver os cursos disponíveis.

O mercado de saúde para técnicos também foi tema do episódio 126 do podcast Mundo Fecomércio. Ouça o programa gratuitamente no Spotify.

LEIA MAIS | Começo de ano tem consumidores menos endividados em Fortaleza

Recomendado para você