Ancoradouro

Padre Zezinho afirma que “decisões dos juízes devem ser respeitadas”

1731 1

Precursor da música católica no país, antenado com a conjuntura política, padre Zezinho escreveu em seu perfil no Facebook que o papel de julgar o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva é dos juízes, e que “as decisões [destes] devem ser respeitadas”. O sacerdote justifica: “Está nas constituições !Não é o número dos votos de quem foi eleito que determina se um colegiado de juízes pode ou não pode processar o eleito. São os fatos e as acusações. E aos juízes cabe julgar”. Padre Zezinho expressou que não gostaria de Lula preso, mas que pudesse “continuar fazendo oposição ao governo”.

Padre Zezinho, SCJ.

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) confirmou hoje (24/1), por unanimidade, a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, passando a pena de nove anos e seis meses para 12 anos e um mês de reclusão em regime fechado e pagamento de 280 dias-multa (com valor unitário de cinco salários mínimos). Esta foi a 24ª apelação criminal julgada pelo tribunal contra sentenças proferidas em ações oriundas da Operação Lava Jato.

Mais sobre este julgamento confira no site do TRF4 clicando, aqui. 

Recomendado para você