Ancoradouro

Religião não Salva

2215 16

“Religião não salva” é uma expressão bastante utilizada pelos protestantes no afã de trazerem  para sua religião pessoas de outras realidades de fé.

A afirmativa contradiz com as mais de 220 mil igrejas existentes no território nacional. Como pregar demérito à religião e subsistir atrelado a uma.

A religião não é um ml em si como afere os, ditos, crentes. Seu sentido etimológico remete a união entre a pessoa e Deus, logo é algo  bom.

Destaca-se no proselitismo protestante o ódio à Igreja Católica por parte de um número significativo de crentes. Ainda se propaga disparates como a comparação do papa à besta ou ao anti-Cristo.

Em tais denominações a pessoa pode participar de qualquer umas das mais de 220 mil igrejas,menos da católica. Inclusive, nesta mentalidade, é mais vantagem uma deserção para o paganismo do que para o catolicismo, pois na primeira concepção o indivíduo é considerado um crente desviado, na outra, um católico.

O argumento Religião não salva, aplicado no sentido de desnecessário à relação do fiel com Deus é falacioso.

 O objetivo maior de muitas denominações protestantes é assimilar católicos para os seus bancos e para o seu banco.

Recomendado para você

16 Comentários

  • catrina disse:

    Gosto muito de seus artigos,porem percebo um tendenciamento discriminatórios com os fieis evangelicos.Sou catolica praticante carismática,mas acredito sim,que nas igrejas evangelicas existem pessoas de fé,que seguem o caminho reto cristão,e que infleizmente em nosso grupos catolicos,pessoas inclusive engajadas,tenha uma fé fraca,e ações duvidosas.Nesse contexto eu acredito que a religião nos dar direcionamento,não nos deixa como ovelhas perdidas…porém é a nossa fé e nossas ações que nos salvam.

  • antonio disse:

    catrina
    a paz irma tbm sou catolico praticante da renovaçao concordo com que ele diz , são poucos os evangelicos que praticam verdadeiramente o que diz a biblia digo isso pq ja fui muito discriminado, eles atacam d+ noi catolicos , falam que praticamos a idolatriaque isso e totalmente mentira

  • DYEGO TELES disse:

    REALMENTE AS PALAVRAS DE TODOS VOCÊS, AQUI RELATADAS, TRAZEM UMA REALIDADE CADA VEZ MAIS CONSTANTE NO NOSSO MEIO. A RELIGIÃO REALMENTE NÃO SALVA, MAS JÁ É UM BOM COMEÇO PARA SALVAÇÃO, POIS COMO JA FOI EXPLICITADO AQUI, A RELIGIÃO NÃO NOS DEIXA COMO OVELHAS PERDIDAS E OUTRA A RELIGIÃO TAMBÉM, NA MINHA OPINIÃO, TEM QUE FAZER PARTE DA EDUCAÇÃO DE TODOS, TEM QUE SER UMA DAS BASES FUNDAMENTAIS DOS INDIVÍDUOS.

  • Luis disse:

    Caros senhores, somente Jesus Cristo salva, mas não é possível chegar a Jesus sem a Igreja! Somente através dos ensinamentos da Igreja se pode chegar a Jesus Cristo! Por isso a Igreja ensina que fora desta não há salvação!

    Quem não entendeu isso ainda é porque não segue o que a Igreja ensina, mas o que acha que é ensinamento da Igreja!

    Não é errado, muito pelo contrário, é uma demonstração de caridade dizer para nossos irmãos protestantes, já que não existe doutrina evangélica, que eles estão seguindo ensinamentos errados!

    Se é por pura ignorância certamente terão suas penas abrandadas, mas se conhecem a Verdade e não a seguem prestarão contas disso a Jesus!

    Antes que me achem um puritano, deixo claro que sou um pecador, cheio de defeitos pelos quais pagarei certamente. mas dizer o que é obviamente errado, para aqueles que estão no erro, não me parece mal, ao contrário, é assim que devemos agir!

    Rezemos para que todos um dia sejamos um só povo, com uma só Religião, a única edificada por Cristo!

  • catrina disse:

    Queridos,já lí nesse blog muitas verdades a respeito das igrejas evangelicas.É verdade também que existem muitas seitas se passando pr cristãs com unico intuito comercial.Porém,como catolica praticante que sou,e amando a minha Igreja que prega o amor na diversidade,testemunho que tenho muitos amigos evangelicos de uma fé linda.Não posso generalizar e dizer que a minha fé é unica e verdadeira.Acredito em uma catequese que prega o amor e a união,uma catequese que fala da Eucaristia,que fala dos exemplos grandiosos dos santos que testemunha a misericordia para conosco.Porém não acredito em uma catequese que suscita preconceitos e superioridade.Nossa Igreja são composta por homens,e como humanos podemos errar,mas como filhos de Deus,muito amados por Ele,temos Sua misericordia.Então continuo afirmando: O que vale estar na Igreja diante do sacrário precioso,se eu persigo meus irmãos,pq não pensam como eu?Podemos nos transformar em deuses e julgar os outros pq não compartilham comigo?SOU CATÓLICA APOSTOLICA ROMANAe como tal,prego o amor e a misericordia de Deus.

  • Paulo César disse:

    Cara Catrina,

    Parabéns pelos seus comentários!! Vê-se que você está na direção certa do verdadeiro Evangelho de Cristo, e não vivendo uma hipócrisia religiosa como o nosso amigo Vanderlúcio, que sente um prazer doentio de disseminar o ódio religioso entre católicis e protestantes. Continui com esse pensamento, amando seus irmãos evangélicos, pois somos todos filhos de Deus. A igreja católica realmente é formada por homens, falhos, como vemos nos noticiários, não sendo, também, como você afirmou, a única fé verdadeira. O que existe é uma onda de preconceito disseminada por pessoas como o Vanderúcio, os quais pregam uma suposta superioridade religiosa por parte de religião “A” ou “B”. Chega de ódio, pois disso o MUNDO está cheio!!! DEUS SEJA LOUVADO!!

  • Jorge Antunes Aguiar disse:

    Vanderlúcio, parabéns pelo blog que só agora conheci.
    Infelizmente hoje o Católico está de cabeça tão baixa,tão conformado, é tão ecumenico e relativista que lhe falta fibra e determinação quando fala de Igreja e Religião.
    É uma melozidade irritante e injustificavel.Veja o exemplo da CATRINA e do PAULO CESAR que mostram o que significa o termo “relativismo”.Um deles até mesmo fala em ódio entre as religiões e fala de um amor gratuito e fútil, como se hoje em dia defender a Verdade e a Santa Igreja fosse encarada por supostos Católicos como uma atitude de ódio.
    Afirmar que Nosso Senhor gerou somente uma Igreja é também espalhar o ódio?
    Nos defendermos contra acusações de que somo idolatras, que a Igreja é a Besta do Apocalípse, que o Papa é o Anti cristo, etc,etc..é tambem espalhar o ódio entre as religioes?
    Talvez o melhor seria vivermos um ecumenismo falso em que as diferenças possam ser empurradas para baixo do tapete.
    Só existe amor na Verdade, sem ela tudo é superficialidade e relativismo.Não odeio os protestantes mas se preciso for com eles debato e defendo a Santa Igreja, sem ofensas baratas como eles costumam fazer aso Católicos mas com determinação e convicção sobre aquilo que amo.Amo também os Católicos tibios e desejo de coração que eles possam amar e defender a Santa Igreja sem se omitirem com silencios covardes ou aceitação de criticas e acusações mentirosas seja de quem for.

  • Bonillo disse:

    Muito legal os comentários.

    Essa frase me despertou uma questão.Frase do Luís aí em cima.Católico

    “Por isso a Igreja ensina que fora desta não há salvação”.

    A pergunta :

    Qaul era a igreja do ladrão salvo na cruz.A passagem está em LUCAS,a igreja começa em ATOS.

    Respondam por favor.

    Outra pergunta que me surgiu depois de ler outra frase do Luís.

    “Somente através dos ensinamentos da Igreja se pode chegar a Jesus Cristo! .

    No entendimento dele então,Jesus é uma igreja,a católica ?.

    Porque quando Jesus estava fisicamente no mundo ele disse que ele era o único caminho para chegar a Deus.Agora que ele foi e deixou o E.S,não seria por outro caminho ?.

    Se fosse somente pela igreja catolica,então os milhares de bebês haitianos sem batismo,que foram mortos no terremoto,foram para o limbo ?.

    Mesmo Jesus dizendo isso :

    É dele a expressão: “Não as embaraceis de vir a mim, porque dos tais é o Reino dos Céus”. Ao abençoar aquelas crianças,trazendo o verbo(É) para o presente,ou seja,o céu já era o destino daquelas crianças,mesmo sem o batismo.

    Comentem.

  • Jorge Antunes Aguiar disse:

    Ao Bonillo: Como você solicitou que comentassemos suas indagações, ai vai:
    Você pergunta qual a Igreja do “bom” ladrão a que Cristo prometeu o céu?
    É preciso dizer que não apenas o “bom” ladrão mas todos aqueles que morreram antes da ressurreição de Cristo, mesmo na graça, não adentram o céu pois suas portas estavam fechadas desde o pecado de Adão.Você já leu ou entende o que significa que “Cristo, após a morte, desceu a mansão dos morto?”, e lá orou por eles?Procure um bom Sacerdote e ele te esclarecerá.
    Em seguida você questiona se Jesus é uma Igreja, a Católica?
    Não ,Cristo não é uma Igreja, mas foi Ele quem gerou ,criou a Igreja da qual ele é a cabeça invisivel(Ef1,22; 4,15; 5,23; CoL 1,18; IPe 2,25.Ele a desejou , ele a organizou e prometeu estar com ela até o final dos tempos.Ela é Santa , sem mancha e sem rusga , porque o próprio Deus nela habita, santificando-a por sua presença, o pecado dos fiéis não lhe pertencem nem a contaminam, pois ela é divina na cabeça de Cristo.Para não nos alongarmos veja Mt 16, 13-19………..Jesus disse :Feliz és Simão, filho de Jonas , porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isso, mas meu Pai que estás no céus.E eu te declaro :Tu és PEDRO e sobre esta pedra edificarei a MINHA IGREJA , e as portas do inferno não prevaleçerão contra ela.Eu te darei as chaves do Reino dos céus”(Cristo disse isso a Pedro, que para nós foi o primeiro Papa).Cristo CRIOU UMA IGREJA e não milhares como querem que acreditemos existir hoje em dia.Cristo desejou uma Igreja, institui os Sacramentos para nossa santificação dentro da Santa Igreja Católica.
    Quanto ao seu questionamento a respeito do envio do Espirito Santo leia At 2 inteiro.
    Em relação seu questionamento sobre o Limbo a Igreja no CIC(Catecismo da Igreja Católica) deixa muito claro no Cânon 1261 que essa sua afirmação não procede, assim como te asseguro que a Igreja nunca disse que esse assunto sobre o Limbo é DOGMA de Fé mas uma questão Teológica das quais nós fiés não temos a obigação de crer e obedecer.
    Se por acaso algo não ficou claro terei o maior prazer de esclarecer.

  • Vagner disse:

    Olá meu amigo herese Bonillo,
    Até aqui te encontro?
    Meu amigo não é Cristo que é a Igreja… É a Igreja que é Cristo, ou como disse o saudoso Bispo Hungáro Dom Thiamer Thot: “A Igreja (Católica) é Cristo vivendo no meio de nós”.
    Olha só que interessante: Paulo perseguia a Igreja de Cristo e quando ele caiu do cavalo em Damasco Cristo disse:”Saulo,Saulo, porque me persegues?” Ou seja, Saulo perseguia a Igreja que (repito a frase de Thiamer Thot) É CRISTO VIVENDO ENTRE NÓS.
    Grande abraço,
    Vagner
    PS. Quem quiser ver as doutrinas heréticas do sr. Bonillo aniquiladas dirija-se por favor ao post “protestantes acusam Católicos de idolatria”.

  • Euclides Junior disse:

    Normalmente um catolico é ignorante teologicamente porque rarissimas vezes examina as escrituras. Eu quero repetir a pergunta que deixa os até os catolicos mais bem informados , de cabelo em pé só em nao ter como escapar da indagação. Salvação só na igreja catolica? MAs isso nunca e nem aconselho a alguma alma cair nesta arapuca!!!! O catolico romano Wagner s meteu numa encrenca daquelas e ficou a ver navios com a verdade incoteste apontada pelo irmao Bonillo .A Igreja de Cristo , claro SOMENTE FOIFUNDADA PELA OCASIÃO DO TEMPO DOS ATOS DOS APOSTOLOS, que foi aigreja primitva dos primeiros convertidos. Em Atos 22.7 SAulo sim , perseguia a Cristo e concordo que JEsus é a Igreja VIVENDO EM NOS. Estava ou nao , na epoca dos Atos do Apostolos quando PAulo perseguia a Cristo e caiu Paulo do cavalo ????? Inadivertidamente e infaltilmente, os catolicos creem piamente que PEdro teve a supremacia entre os apostolos para dirigir a IGreja de JEsus.VEja que situação perigosa :UM homem , falho pecador, que foi duramente repreendido por Jesus quando em MAteus ,16 ,23 afirmou o Mestre ; ” Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas só as que são dos homens.” Por que as raposas teologas do catolicismo nao olham para esta dura repreesnao de JEsus? VEja , num momento JEsus dava a PEdro . toda autoridade e a edificaçao da IGreja e minutos depois, PEro usando de palavras demoniacas é desmasacarado por JEsus; Isso é postura de algum discipulo que recebera missao tao importante /// ?? PEdro foi casado e os padre e papas são celibatarios e solteiros até hoje!!!ALgo esdruxulo !!! Quando Cornelio fez a bobagem de prostrar-se a PEdro , logo foi repreendido e nao poderia ter sido diferente,.Lei em Atos 10,26 ” Pedro, porém, o ergueu, dizendo: Levanta-te! Também eu sou um homem!” È muito lamentavel a situação em que se encontram milhoes de catolicos que depositam em um homem sentado em um trono numa cidade da ITalia, todas as suas esperanças e devoçoes pagãs , com objetivo de chegar ate a SAlvação dada por CRisto ,cuja igreja Dele é fundada sobre ELe, mesmo, por tter sido mioido por nossas transgressoes.O preço será altissimo a tanta gente de boa intenção!!!!

  • Anderson disse:

    O problema maior do protestante é que ele escolhe o que deseja seguir da Bíblia. Ele não crê na Bíblia, mas apenas nele mesmo. A infalibilidade que o protestante nega a Pedro atribui a si próprio como uma espécie de super papa “infalível”. Fazendo-se sábios aos seus próprios olhos ele com 06 meses de decoreba bíblica está apto a criticar seus pares, eleger hereges e decidir quem está salvo e quem está condenado. Todos os protestantes possuem as mesmas Bíblias e cada qual a interpreta de modo diferente. Uns batizam e outros não batizam. Uns acatam o divórcio e outros o repudiam. Uns batem palmas e outros não. Uns pregam teologia da prosperidade e outros chamam de hereges quem defende tal teologia. Tem pregador favorável ao aborto e tem pregador dizendo que Cristo é criação do Pai. Tem um grupo grande pregando o evangelho judaízante e outro grupo diz que Jesus libertou o homem de tal evangelho. E todos se dizem certos ao mesmo tempo e inspirados pelo Espírito Santo. Todos são divergentes entre si e todos são “irmãos” em Cristo ao mesmo tempo. Porque cada qual se julga um intérprete infalível da Bíblia, não aceitam qualquer tipo de instrução. Contrariado, o super papa crente infalível muda de denominação até encontrar uma “igreja” que se adapte ao seu modo pessoal de interpretar a Bíblia. Não raras vezes, o crente funda uma nova denominação que “detém” toda a verdade e que será gerida por um novo Super papa espiritual e infalível. Cada crente escolhe o que pretende seguir da Bíblia. A Bíblia diz que Maria seria proclamada Bem Aventurada por todas as gerações. O crente diz que ela é uma mulher comum. Jesus nos manda comer de sua carne e beber de seu sangue. O crente diz que isto é relativo. Jesus ensina o Pai Nosso o crente diz que foi apenas uma maneira de falar. Jesus concede poderes aos apóstolos para perdoarem pecados e reterem pecados. O crente em tom de falsa humildade diz que só se confessa a DEUS. De Lutero ele escolhe seguir o Sola Scriptura e o Sola Fide, mas ignora o reformador na devoção a Virgem Maria. De Calvino eles só herdaram o ódio que este tinha em relação a Lutero. Mas esquecem do reformador quando este chama de ignorantes quem atribui irmãos carnais a Jesus. Quando interessa o crente é literal e assim cobra dos católicos textos claros que falem sobre o purgatório e a assunção de Maria. Quando lhes cobramos a mesma maneira literal, eles se esquivam e dizem que a doutrina que praticam está sub entendida. É o caso do próprio protestantismo que não está na Bíblia e o caso das “visões” de seus “ungidos” para fundarem novas seitas. Quando nada servir, eles recorrem ao grego, aramaico ou hebraico. Depois rasgam o texto de Tiago que diz que a fé sem obras é morta e dizem que obras não servem para nada. Depois retomam a interpretação literal e dizem que a Bíblia não ensina o batismo de crianças. Depois esquecem da mesma interpretação literal que antes lhes serviu e fingem não ver o texto de Timóteo ensina que a Igreja é coluna e sustentáculo da verdade. Nesta hora gritam os filhos de Lutero: “igreja não serve para nada”. Depois retomam a interpretação literal para cobrar dos católicos o papado. E depois voltam a esquecer da interpretação literal e fingem não entender o ensinamento de Pedro de que interpretação alguma é de caráter privado. Vale sempre o que cada crente quiser. Esta é a razão para odiarem seus próprios pares. E se nada lhes servir, ele faz duas perguntas sem responder as perguntas que lhes são feitas. E se ainda não for o suficiente, ele esquece que “tudo” deveria estar na Bíblia e recorre aos dvd´s, cd´s e pregações espúrias de seus ídolos pregadores. Agora o que eu não entendo é o seguinte: “Se os protestantes estão certos e de fato não existe um só homem infalível em matéria de fé e doutrina, como ele pretende convencer a um católico e mesmo aos seus pares de sua doutrina, se antes de qualquer coisa quem lhe ouve deve acreditar que não existe ninguém confiável em matéria de fé e doutrina ?
    Como pode o protestante querer fazer valer sua doutrina se ele nega a si próprio como alguém confiável ?
    Este é o protestantismo. Tudo que parece ser não é e tudo que um protestante cobra dos outros não cobra de si próprio.
    Qualquer protestante que resolver ler a Bíblia com honestidade poderá facilmente saber que a fé sem obras é morta. Poderá saber que a Igreja é coluna e sustentáculo da verdade. E poderá saber que interpretação alguma é de caráter particular. E saberá ainda que todo aquele que divide o corpo de cristo é anti cristo. Isto se o protestante lesse a Bíblia. Ou se entendesse o que lê. Não por acaso o eunuco da rainha pediu explicação. Exatamente porque a Bíblia não pode ser interpretada por qualquer um. Uns são mestres, outros são doutores e outros são intérpretes. Em outras palavras, nem todos são mestres, intérpretes ou doutores. No protestantismo ocorre o contrário. Todos são mestres, intérpretes, doutores e especialmente críticos. Isabel ficou repleta do Espírito Santo quando ouviu a vóz de Maria. O crente fica cheio de raiva. João Batista estremeceu de alegria no ventre de Isabel quando ouviu a vóz de Maria. O crente fica com ódio quando ouve o nome de Maria. O anjo disse a Maria: “Ave Maria”. O crente lhe chama de deusa pagã. Quem está certo o protestante ou o anjo do Senhor ?
    Protestante, já que você se dispõe a ler a Bíblia, leia tudo e não escolha o que seguir. Como disse bem Santo Agostinho: “Se você crê apenas no que deseja da Bíblia, não é na Bíblia que você crê, mas em você mesmo.”
    Lutero que é filho de lúcifer e ídolo dos protestantes resumiu bem a soberba e arrogância de seus filhos: “Quem não crê como eu está destinado ao inferno. O meu juízo e o juízo de DEUS são a mesma coisa.”
    Para o protestante a fé não vem pelo ouvir, mas vem pelo sua própria leitura e interpretação privada da Bíblia.
    Quanto ao ódio a Maria é facil entender: Em gênesis encontramos a explicação: “…e porei inimizade entre a descendência da mulher e a descendência da serpente.”

  • Claudio disse:

    Como ex protestante e atualmente católico, posso testemunhar que protestante não lê a Bíblia. Não como uma pessoa normal interessada na verdade. Eles são instruídos e direcionados pelos doutrinadores das seitas a ignorar versículos e capítulos. São ensinados a decorar expressões que se transformam em jargões repetidos exaustivamente. Tudo sempre fora de contexto. É o caso da mediação única de Jesus Cristo. O protestante não lê até o final. A mediação ali descrita refere-se a redenção do gênero humano e não a intercessão para obtenção de favores de DEUS. Eles são estimulados a leitura da Bíblia para se julgarem mestres e decorarem textos que impressionam os mais débeis na fé. Mas na verdade não sabem o que estão lendo. Pode reparar que crente nunca põe nos filhos nomes como Maria ou Pedro. Reparem que nunca se lê em um culto protestante o texto de Tiago que diz que a fé sem obras é morta. Quanto menos assistência aos mais desfavorecidos é melhor para os lobos. Tudo tem que ser feito apensa pela denominação. Não por acaso crente não faz nada por ninguém. Todos os recursos do crente devem servir ao doutrinador da seita. Por isto combatem festas, futebol, bebida e tudo mais. Nada de gastar para que sobre mais recursos para os “desafios” da seita. Reparem ainda que os protestantes nunca pregam sobre a Bem Aventurança de Maria. Nem explicam porque. Percebam que os protestantes repetem e repetem, pregam e pregam muito sobre o velho testamento. Por que ? Para que não fique claro que vivemos debaixo de uma nova aliança que nos remeteria automaticamente ao ligar e desligar de Pedro ou a ordem de Jesus a Pedro sobre apascentar as ovelhas. Eles ficam muito no velho testamento para justificarem a ausência da Eucaristia, cujo texto claro e cristalino também não é lido em qualquer culto protestante. A leitura da Bíblia deles não é objetiva, mas sim direcionada com a assistência de técnicas de convencimento e lavagem cerebral. Levei quase 20 anos debaixo da pressão dos doutrinadores até que percebi que eles não se entendiam e uns falavam dos outros. A pregação de um não era igual a de outro. Então me perguntei: “se dois tem a mesma bíblia e não concordam, é evidente que pelo menos um deles está errado.”
    Depois percebi que se de fato cada crente já está salvo e salvação não pode ser perdida, nem mesmo seria necessária a Igreja.
    E depois se cada crente conta com a assistência do Espírito Santo para “interpretar” a Bíblia, por que preciso de pastor ?
    Por que se precisa de cultos se todos já estão “salvos” e “salvação” não pode ser perdida ?
    Nunca nenhum deles conseguiu me explicar o que significa Igreja Coluna e Sustentáculo da Verdade. Quando perguntava a algum “mestre” logo desconversavam.
    Perguntava sobre a orientação de Pedro de que interpretação alguma é de caráter privado e todos me diziam para olhar para Paulo. Como assim ? O livro de Pedro também não faz parte da Bíblia. Aí emendavam: “Você está parecendo católico.” O protestante não lê a Bíblia. Ele é doutrinado e estimulado a se achar um sábio. E quando alguém lê com honestidade, provavelmente não entende o que lê. Para isto existem os cd´s, dvd´s e palestras. Estes veículos tratam de dar interpretações distorcidas para tudo aquilo que o crente leu e não entendeu. Agora as cobras começam a se bicar e pastores televisivos brigam com outros pastores televisivos. O fim da era evangélica está chegando ao fim e já não há como buscar clientes fora do próprio mercado evangélico. Agora cada qual pesca no próprio aquário evangélico. Daí começam as brigas. Se alguém ganha clientes é porque alguém perdeu. O próprio slogam evangélico “aceitar Jesus” é uma afronta as sagradas escrituras. O texto é claro. Jesus é quem nos escolhe. Não temos mérito algum, mas ele por amor e misericórdia se inclina até nós, se faz homem, se deixa humilhar e entrega a sua vida pela redenção do gênero humano. E o crente acha que fazendo este favor de “aceitar” Jesus já está salvo quando o próprio Jesus deixa claro que haverá um julgamento e que ele é o juíz perfeito e justo. Infelizmente, levei 20 anos para perceber a malícia de Satanás através de uma religião aparentemente favorável a Jesus. Tomem cuidado. Católicos jamais ouçam músicas protestantes e recusem qualquer convite para evento do gênero. O pulo do gato protestante é perguntar sobre dogmas católicos que não estão na Bíblia. Católicos, você não está obrigado a responder tudo pela Bíblia. Nós seguimos a Bíblia, o magistério da Igreja e a tradição recomendada por São Paulo e que o protestante finge não saber. São eles que estão obrigados ao “Só a Bíblia” porque copiaram a doutrina do homem Lutero. A Bíblia não ensina “Só a Bíblia.” Eles é que escolheram seguir o homem. Justamente o homem que chamou Jesus de adúltero. Eles é que estão obrigados e são exatamente eles que não seguem a Bíblia, mas escolhem os textos que pretendem seguir. Abram os olhos católicos. Apartai-vos dos falsos profetas e das sinagogas de Satanás.

  • Alexandre disse:

    Senhores Boa tarde,
    Gostaria de fazer algumas considerações, a cerca do que acabei de ler neste momento.

    Em primeiro lugar, vamos deixar uma coisa bem clara, cristãos, evangélicos e católicos se submetem a Bíblia, que é a Palavra de Deus, e é também o instrumento da verdade teológica. Que isto fique bem claro, não é o Pastor ou o Padre que está certo. O que está certo é a Bíblia.

    1ª Consideração: Realmente igreja não salva ninguém e isto está absolutamente correto, salvação é individual é uma busca de relacionamento com o Senhor. A Bíblia diz em Rm 10:8 Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.

    2ª Consideração: “não preciso de mediação entre eu e Deus”, também está corretíssimo, quando se trata do que vocês chamam de santo. Ex ( Maria, Pedro, João, Padre Cícero, etc…).
    A Bíblia diz em 1Tm 2:5 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. Portanto é só o Senhor que pode nos levar até Deus e fazer-nos ter comunhão e paz com Deus. Só JESUS.

    3ª Consideração: É obvio que é necessário ir para a Igreja, pois lá está formada a Eclésia, o corpo de Cristo, o próprio Senhor falou que nós crentes somos um corpo e ele é o cabeça, ora! um corpo é feito de vários membros, pois um depende do outro para sua subsistência.

    Não importa o que o homem diga, consultem a Bíblia para saberem se está certo ou não o que andam dizendo por aí.

    PORQUE, SANTO SÓ EXISTE UM QUE É JESUS CRISTO, NOSSO SENHOR, SÓ JESUS CRISTO SALVA, CURA, LIBERTA e mais ninguém.

    Que Deus os abençõe.

  • Marcelo Conceição disse:

    o que é “ml”? “A religião não é um ml em si…”

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *