Blog do Vozão

Athlético x Ceará – O momento pede superação

611 8

Athlético x Ceará – O momento pede superação (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

O Vozão volta a campo para tentar dar fim a dois incômodos na competição. O primeiro é voltar a pontuar, e o segundo é vencer fora de casa o que só aconteceu uma vez até aqui, e para isso terá em seu caminho o Athlético, que não costuma decepcionar seu torcedor quando joga em casa.

Se a missão por si só já é das mais complicadas, que dirá tendo que encará-la sem poder contar com cinco jogadores que vem sendo peças fundamentais no esquema tático do time.

Luiz Otávio segue segue se recuperando de uma contusão no tornozelo, Leandro Carvalho ainda reclamar de dores de cabeça por conta da pancada que tomou na partida passada, Samuel Xavier com virose foram vetados pelo departamento médico do clube, já Ricardinho e Lima por apresentarem um índice de CK elevado foram poupados da partida.

Desde que Enderson Moreira não invente, os substitutos dos ausentes deverão ser Tiago Alves, Cristovam, William Oliveira, Wescley e Matheus Gonçalves. Vale ressaltar que Pedro Ken e Felipe Baxola correm por fora para entrarem na lista dos possíveis substitutos dos ausentes.

Diogo Silva; Cristovam, Valdo, Tiago Alves e João Lucas; Fabinho, William Oliveira (Pedro Ken), Thiago Galhardo e Wescley (Felipe); Matheus Gonçalves e Felippe Cardoso, será o provável time para esta partida.

Nas sete partidas disputadas fora de casa, o Vozão conquistou apenas quatro pontos, sendo uma vitória e um empate, o que convenhamos é um desempenho muito baixo para quem tem como plano a permanência na competição para o ano que vem. Pra piorar ainda mais o desempenho, o time levou gol em todas as sete partidas e só marcou gol em três delas.

O desempenho fora de casa, os desfalques para a partida, as dificuldades naturais, o baque das duas derrotas seguidas, tudo isso são motivos suficientes para deixar o torcedor apreensivo com o que poderá acontecer na partida.

Mas não custa nada lembrar que essa mesma apreensão também existiu para os cinco primeiros jogos pós Copa América, quando só os mais otimistas acreditavam que o time somaria dez pontos dos quinze disputados, dado o tamanho do grau de dificuldade que as partidas apresentariam.

Ou seja, se o momento pede superação, tenho motivos suficiente para acreditar que esse time pode sair de campo com um bom resultado.