Blog do Vozão

Corinthians 3×1 Ceará – Tchau invencibilidade

23 4

Nos últimos jogos Mendoza (foto) tem feito apenas número dentro de campo (Foto: Felipe Santos/Cearasc.com)

Fazendo mais uma partida com um desempenho ainda mais abaixo do que o das últimas partidas, o Vozão viu sua invencibilidade de onze jogos ir por água abaixo sendo derrotado pelo Corinthians, que o fez cair uma posição na tabela.

Não é de hoje que o futebol desempenhando dentro de campo pelo time de Guto Ferreira não agrada, mas os onze jogos de invencibilidade (4 vitórias e 7 empates) vinham servindo de escudo tanto para o treinador como para a diretoria.

Para as cobranças feitas pelo fraco desempenho em campo, Guto respondia que “empatar não é ruim, ruim é perder“, enquanto a diretoria respondia com uma coletiva de seu Executivo de Futebol, Jorge Macedo, após a vitória no Clássico-Rei, para dizer que o elenco é bom e que não virá mais ninguém.

Antes a desculpa era que o time não tinha tempo para treinar por conta de jogar três vezes por semana, mas desde a partida diante do Cuiabá já são cinco partidas jogando apenas uma vez por semana, e nada de melhora no desempenho do time em campo.

O que falta para entenderem e aceitarem que esse elenco carece de reforços ou, no mínimo, uma recomposição de peças a altura dos que saíram?

O que é preciso para Guto enxergar que algumas peças que ele insiste em utilizar não conseguem executar em campo aquilo que é pretendido por ele?

Quanto à partida, perdemos merecidamente, fizemos um jogo onde todas as deficiências técnicas, táticas e individuais ficaram escancaradas e o fraco time do Corinthians, sem fazer o menor esforço, jogando em ritmo de treino, venceu a partida.

Invencibilidade perdida e desempenho em campo ainda abaixo do que se espera do time.

Aguardando pra ver qual reportório de justificativas será utilizado daqui pra frente, porque dentro de campo, ao que tudo indica, o repertório deverá ser o mesmo.

O embalado Flamengo será o próximo adversário.

Confira lances da partida.

4 Comentários

  • Luciano alencar disse:

    Meus caros, um time que tem, entre os titulares, Marlon, Jorginho e Buiu não tem como dar esperança à torcida. É inaceitável um clube disputar a série A com um perna de pau como Marlon de titular. Mais inaceitável ainda quando há Fabinho no banco. Jorginho não é jogador nem de série B, quanto mais de série A. Vina não parece mais querer jogar. O elenco conta com atacantes velozes e novos, casos de Rick e Erick, mas o treinador prefere deixar o desnutrido Jorginho na “criação” e colocar Lima, o único que cria algo, na ponta. Quase todos os times grandes estão em crise. Era a hora de aproveitarmos para conseguir algo maior no campeonato, mas jogamos sempre da mesma forma covarde e sem brilho. Perdemos a sétima colocação para o Atlético Goianiense, time sem nenhuma tradição e com folha bem menor que a nossa.

  • Com essa goleada para o Corinthians, agora pelo menos acaba essa viçagem de invencibilidade histórica, que era o que ainda estava dando uma corda numa parte da torcida, e com isso, estava segurando até aqui a barra desse “treinador”. Sair jogando com o Buiú, o Marlon e o Merdonça, das duas uma: ou não tem atletas à disposição no elenco, e aí ele deveria vir denunciar de público e exigir um elenco mais qualificado por parte da diretoria, ou ele não sabe escalar. Porque com isso aí, a gente já entra em campo com 3 a menos. Com o Clebão, 3 e meio. Aí no segundo tempo, quando o time adversário já está com a vitória garantida, e recua para manter o resultado, ele coloca o Ceará pra atacar, e dá a falta sensação de que mudou. Porra nenhuma. Pura ilusão de ótica. A ruindade é a mesma. E a derrota já foi.

    O elenco do Ceará é um time cheio de volantes, e sem meias de qualidade. Vina não sabe nem mais a cor da bola. Merdonça, cavalo paraguaio. Yohne não acertou um único lance em todas as partidas em que entrou. Sem atacante matador. Jael, já era. Clebão, um esforçado. Sem lateral direita. Buiu, coitado. Sem falar de Marlon, e tantos outros. Dispensaria 10 jogadores desse elenco no mínimo, que não fariam a menor falta. Dois jogadores que ainda rendiam porque eram esforçados, o Charles e o Saulo, o Robão dispensou. Esses dois que chegaram aí, que nem sei o nome deles, acrescentaram o que ao elenco? O Ceará está ruim nem de hoje não. Faz alguns anos. Todos os anos formamos um time apenas para não sermos rebaixados. Cara não investe em qualidade. É o mínimo do mínimo. Na conta do chá. Um bosta desse que acha que é o dono do time e que pode fazer o que bem entender com o Ceará, irritando milhões de seus torcedores apaixonados. Sorte a dele que não existe o Talibã aqui no Brasil.

    Cadê os torcedores históricos do clube? Os cardeais alvinegros? Os Ex-presidentes? Os gandes conselheiros? O Conselho deliberativo? O Ceará é time de um dono só? Que porra é essa? Vamos acordar, pessoal e tentar tornar o Vozão um clube mais forte. Nacionalmente. Ainda dá tempo. A gente está vendo aí que dá pra chegar a isso. Mas não com um homem só no comando. Sem ouvir sua torcida. Precisamos implantar a eleição direta dos sócios torcedores imediatamente. Seria um bom começo. E até uma maneira de estimular uma maior adesão. Saber que terá finalmente o direito de mudar algo no seu clube de coração.

    Quanto ao nosso “treinador”, coitado, sabe de nada… escala mal, não enxerga um palmo adiante do nariz, demora a mudar, toma baile tático dos treinadores adversários, mesmo quando a gente ganha. Mas essa porra é idolatrado pelo torcedor de resultado, porque o Ceará ainda tem uma pontuação razoável na tabela, apenas devido a ruindade geral da nação. Faz tempo que esse time joga mal. Desde o Manjadim, passando pelo Nordestão e culminando na Sulamericana… no geral, foi pêia por cima de pêia com eliminações semanais… igual ao Big Brother…

    Pelo amor de Deus, vocês estão cegos? Ou não tem memória? A gente empatou com o Cuiabá, com a Chapecoense, com o Sport, com o Atlético de Goiás, e perdeu para o Bahia em casa. Times com quem estamos brigando contra o rebaixamento. Qual a grande partida que o nosso time fez nesse ano? Falo assim, de jogar melhor, se impor e ganhar com autoridade. Já sei, contra o maior rival, né? Aquilo foi um bambo. Se a gente toma 3×0 no primeiro tempo, como parecia que ia levar, terminava em 5 ou 6. Mas fique à vontade quem quiser discordar e continuar se enganando. Mas não se iludam, a tabela está encolhendo… mais 2 ou 3 derrotas e a gente já vai estar beirando novamente a zona maldita…

    Tem um time bem aqui do lado mostrando o que é possível fazer. A diferença na qualidade do elenco e do treinador do nosso maior rival é monstruosa, quando comparada com a nossa. E com uma mesma folha de pagamento. Não lembro de uma disparidade tão grande quanto essa antes. Lembro quando eles estavam na Série A e a gente na B, e com um orçamento maior, conseguiram se impor durante uma década. Mas agora, com o mesmo orçamento? Ceará até teve superávit em 2020 e eles tiveram déficit, então em tese, teríamos até maiores condições financeiras de formar um melhor elenco. Se isso não for incompetência, é o quê então? Foi proposital? Ou o dinheiro foi pra onde? Como essa diretoria nunca dá uma satisfação para sua torcida, não vamos saber da verdade é nunca.
    Então tomara que essa derrota exponha a incompetência e os erros da bosta dessa diretoria também, que não atende nunca o apelo da torcida, contrata mal uma ruma de jogadores sem a menor condição de jogar no Vozão, vende jogadores durante a competição e não repõe o elenco, contrata mal um entregador de camisa retranqueiro, e não muda o estatuto para que a torcida possa votar, com medo de levar um pé na bunda e ter de largar esse ossinho cheio de tutano. Renovei o meu Plano de Sócio Torcedor esse ano para Ouro, e ainda fiz de meus 2 netos, acreditando nas promessas de sempre da bosta desta diretoria maldita… vai ser a última vez que faço essa bobagem, a não ser que tenha o direito de votar também…

    Ou seja, amigos, queiram alguns ou não queiram outros, a verdade verdadeira é que estamos piores do que onde a gente poderia sonhar estar. Porque sonhar ainda é permitido, viu? Mas não com esse bando de cuzão à frente do nosso glorioso time. Bando de ditadores. Será que o que resta agora para o Vozão, além de tentar escapar do rebaixamento, é torcer para aquele outro lá não seja campeão brasileiro? Responde aí, Robão… sei que você não vai responder, porque você é um covarde e omisso, que não tem coragem de encarar a torcida…

    Enquanto nada acontece, renovo a minha lista de desejos concretos no Brasileirão de 2021, na ordem do que vai acontecer:

    1- Escapar do rebaixamento (ainda faltam 22 pontos)
    2- Ir para a Sulamericana
    3- Ir para a Libertadores
    4- Ser Campeão Brasileiro
    5- O Lião não ser Campeão Brasileiro
    6- O Lião não ir para a Libertadores
    7- O Lião não ir para a Sulamericana
    8- O Lião cair direto pra Série C

  • Neto disse:

    Resultado relativamente normal. Só, acho que o Ceará jogou muito ‘frouxo’ no 1º tempo, às vezes não entendo o nosso técnico. Enfim, vida que segue. SA.

  • Quero aproveitar a oportunidade e lançar a campanha: NÃO RENOVE O SEU SÓCIO TORCEDOR DO CEARÁ, ATÉ QUE SE POSSA VOTAR DIRETA E DEMOCRATICAMENTE, PELA ESCOLHA DOS DIRIGENTES DO CLUBE. Que essa diretoria até possa ser eleita, mas que seja por decisão da vontade do torcedor do Vozão. Até lá, devemos boicotar e não mais aderir ao Sócio Torcedor.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *