Blog do Vozão

Ceará 2×2 Bragantino – Melhor que perder

73 4

Gabriel Lacerda marcou o gol que salvou o Vozão da derrota (Foto: Felipe Santos/Cearasc.com)

O Vozão chegou ao seu décimo terceiro empate em vinte cinco jogos na competição. Mas dessa vez podemos dizer que empatar foi melhor que perder, dada as circunstancias pelo qual o empate foi construído.

Pelo que fez na partida, especialmente no segundo tempo, sair de campo derrotado seria mais uma daquelas injustiças do futebol. Mais uma vez os minutos finais da partida foram determinantes para que o time arrancasse pontos que caminhavam para a conta dos perdidos.

A maneira como essa derrota foi evitada é sim pra ser valorizada. E torçamos muito para que ela sirva para contagiar esse elenco, pois esperar por qualidade e desempenho técnico pra vencer, pelo que temos visto até aqui, será complicado.

Dito isto, precisamos fazer algumas ponderações sobre certas decisões tomadas por Tiago Nunes.

Insistir em Mendoza de titular é criar problemas pra si, e não é disso que Tiago Nunes precisa nesse momento.

Tirar Sobral e Lima do time já ficou mais do que claro que em nada melhora, só piora.

Erick não pode ser reserva e Gabriel Santos precisa de mais minutos para jogar.

Tiago Nunes veio pra fazer o time vencer. Era disso que a gente reclamava do Guto.

Em 7 jogos até aqui foram 4 empates, 2 derrotas e apenas 1 vitória. Como dá pra perceber, os números mostram que ele não tem conseguido.

Não podemos tentar esconder as dificuldades e deficiências do time usando o azar ou a arbitragem como desculpas.

Por fim, acho que o time pode superar esse momento de pressão que começa a se tornar dramático, mas, para isso, Tiago Nunes precisará o mais rápido possível entender o que é o Ceará Sporting Club. E isso depende muito dele.

A água está chegando ao pescoço. O filme tem se repetido.

Falta de aviso não foi.

Confira lances da partida.