ID

Prefeitura de Florianópolis leva cadela para “assinar” projeto de lei sobre leishmaniose

93
Prefeitura leva cadela para "assinar" projeto de lei em Florianópolis

Foto: Cristiano Andujar/PMF/Divulgação)

Nesta quarta-feira, 10, uma cadela participou de uma solenidade para a assinatura do projeto de lei sobre a leishmaniose visceral. A cadela chamada Many teve sua pata estampada no documento que será enviado para votação na Câmara dos Deputados. O evento aconteceu na prefeitura de Florianópolis, em Santa Catarina e o vídeo da “assinatura” da cachorra nas redes sociais.

Para o portal G1, a secretária-adjunta da Casa Civil de Florianópolis, Karoline Grando, admitiu que a assinatura de Many não tem valor jurídico. “Foi uma ideia bacana que encontramos para dar mais visibilidade ao tema e divulgar o projeto de lei”, explicou. O projeto também foi assinado pelo prefeito Gean Loureiro e pelo Secretário Municipal da Casa Civil, Everson Mendes.

A leishmaniose visceral atinge cachorros e humanos, sendo transmitida pelo mosquito-palha infectado. A doença não tem cura. De acordo com o G1, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) afirma que cachorro com a leishmaniose segue como portador da doença, mesmo em tratamento. Em pessoas, a leishmaniose pode evoluir para a morte. O projeto de lei assinado por Many propõe que o município doe medicamentos para tutores de baixa renda.

Recomendado para você

Os comentários estão fechados aqui.