Radar do Comércio

Páscoa: livraria oferece descontos para quem quer aprender novas técnicas

Profissionais de destaque nos segmentos de gastronomia, confeitaria e enologia indicam publicações para quem aprecia a culinária da Páscoa (Foto: Pexels)

A Páscoa promete momentos de prazer à mesa, mas pode também ser a inspiração que faltava para retomar o hábito da leitura ou presentear os mais próximos com livros. Nesse momento de isolamento social, a comida afetiva – que promove a sensação de aconchego e traz boas memórias através dos sabores – tem ganhado ainda mais importância na rotina diária, então quem não vai apreciar aprender novas receitas e dicas de vinhos? Pensando nisso, a Livraria Senac Ceará lançou uma promoção com publicações de temas relacionados à Páscoa. Até 5 de abril de 2021, a livraria tem títulos selecionados com descontos de até 30%.

Para ajudar quem está em dúvida de quais títulos escolher, profissionais de destaque nos segmentos de gastronomia, confeitaria e enologia indicam publicações que prometem encantar não só os chefs e os sommeliers, mas todos aqueles que gostam de comer e receber bem. Confira:

Sobremesas clássicas e da moda com chocolate

A Enciclopédia do Chocolate, de Frédéric Bau, é uma referência para a chef pâtissier Alessandra Félix, que fez o curso de confeiteiro no Senac Ceará, se especializou na França e abriu recentemente seu ateliê em Fortaleza. “Eu o considero o melhor livro da Editora Senac. É muito didático. Explica passo a passo, vem com um CD interativo apresentando as técnicas de elaboração das sobremesas. Além disso, reúne tanto receitas básicas como mais avançadas e, das que eu testei até agora, todas muito boas”, garante Alessandra.

A publicação traz mais de 100 técnicas de confeitaria que permitem conhecer tudo sobre chocolate (temperagem, ganaches, musses, glaçages…) – e todos os movimentos necessários, com fotos do passo a passo, para se elaborar facilmente uma deliciosa sobremesa. O livro também traz segredos dos maiores chefs da confeitaria e suas receitas emblemáticas: Christophe Michalak (Plaza Athénée), Gilles Marchal (Maison du Chocolat), Christophe Adam (Fauchon), Jean-Paul Hévin, Christophe Felder, Frédéric Cassel, Eric Léautey, entre outros. São mais de 150 receitas: todos os grandes clássicos (bombas, floresta negra, bolinhos macios, coulant, musses, tortas…) e as sobremesas da moda (macarons, verrines…), bem como sorvetes e guloseimas. 

Para degustar bons vinhos

O universo dos vinhos vai muito além do Cabernet Sauvignon, que se popularizou por questões comerciais e hoje é o mais consumido no mundo. O sommelier cearense Zeh Lima Filho, por exemplo, é um grande entusiasta do Riesling, e promove a cultura do vinho em cursos e nos seus estudos.  Vale dizer que ele foi o primeiro cearense a conseguir uma vaga no The Institute of Masters of Wine, considerada a instituição mais importante no ensino de vinhos no mundo. 

A dica do sommelier é a Enciclopédia do Vinho – Vinhos, vinhedos e vinícolas. “Todo mundo que se dedica ao estudo do vinho de uma forma séria já leu um livro de Hugh Johnson. Dentro de uma área com tanta subjetividade e diversas interpretações, esse autor é uma das raras unanimidades. Infelizmente, ainda poucas das suas muitas obras estão traduzidas para o português e esse livro é uma das chances de absorver a inigualável experiência e conhecimento do autor”, afirma Zeh.

Ele destaca que o livro vai além da abordagem básica e clássica de conceitos do vinho, partindo de um conhecimento elementar sobre etapas da produção, países e suas castas típicas, mas avançando em uma abordagem mercadológica de produtores icônicos. “Isso torna a obra essencial para todos os níveis de estudantes e amantes do vinho: do curioso ao especialista, todos têm coisas a aprender”, diz.

De comer com os olhos

Os Banquetes do Imperador: Receitas e Historiografia da Gastronomia no Brasil do Século XIX, de André Boccato e Francisco Antonio Pedroso Lellis, reúne 130 cardápios do século XIX colecionados por D. Pedro II. Os documentos foram doados pelo Imperador à Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro pouco antes de sua morte e figuram como preciosos registros dentre as milhares de peças que compõem a Collecção D. Thereza Christina Maria. Essa é a dica de leitura da consultora do Senac Ceará Vanessa Santos – que também pesquisa cultura alimentar -, principalmente para quem trabalha na área da gastronomia.

“Os grandes chefs se destacam pelo domínio das técnicas e pela criatividade. Porém, só é possível ser criativo, ampliando o conhecimento sobre técnicas e também sobre o produto e a receita – incluindo história, cultura e, consequentemente, representatividade”, explica. Vanessa chama atenção para o fato que, até o advento da industrialização de alimentos, a maioria das ações das pessoas giravam em torno de pensar a comida – como fazer, como armazenar, como ter – e os registros dessa época são muito ricos em informações.

“É curioso e instigante pensar em como era possível fazer festas e banquetes, sem usar geladeira ou qualquer outro equipamento que temos hoje em dia. É muito importante saber porque hoje ainda comemos isto ou aquilo. Uma comida experiente representa uma trajetória que não pode ser desconhecida por um bom profissional. Este livro é valioso nesse sentido, pois além das receitas, conta a história de uma época que ainda hoje impacta em nossa cultura alimentar e com certeza deve fazer parte do acervo, não somente dos profissionais de gastronomia, como também de qualquer pessoa que pense sobre comida”, defende a consultora.

Clique aqui para ver todos os títulos em promoção no site da Livraria Senac Ceará

LEIA MAIS | Especialista dá dicas de como definir preços dos produtos

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *