Fora da Ordem

Em Pequeno Manual Antirracista, Djamila Ribeiro explica racismo estrutural e como combatê-lo

976 1

Pequeno Manual Antirracista, Djamila Ribeiro
Companhia das Letras, 2019

(Foto: Marlos Bakker)

A filósofa Djamila Ribeiro é hoje uma das principais vozes quando se fala no combate ao racismo, além de ser referência quando o assunto é feminismo. Eleita pela BBC britânica uma das 100 mulheres mais influentes do mundo, a autora do excelente O que é lugar de fala (2017) e Quem tem medo do feminismo negro? (2018) entende a necessidade de ser didática em tempos de extremismo.

Em novembro último, ela lançou Pequeno Manual Antirracista, livro que traz 11 lições breves para entender as origens do racismo e como combatê-lo. Uma peça que dialoga com Angela Davis e sua célebre frase: “Numa sociedade racista não basta não ser racista. É necessário ser antirracista”.

Em Olhos D’água, Conceição Evaristo expõe um Brasil que não pode ser invisibilizado

Dentre os temas abordados pela acadêmica paulista estão atualidade do racismo, negritude, branquitude, violência racial, cultura, desejos e afetos. Também discute, além disso tudo, o agravamento quando uma mulher negra entra em questão.

Um exemplo disso é que, no capítulo que abre o título, a filósofa destaca que “Simone de Beauvoir, em referência a Stendhal, autor que segundo a filósofa atribuía humanidade às suas personagens femininas, dizia que um homem que enxergasse a mulher como sujeito e tivesse uma relação de alteridade para com ela poderia ser considerado feminista”.

Ela conclui que o raciocínio também pode ser usado para refletir sobre o antirracismo, “com a ressalva de que sobre a mulher negra incide a opressão de classe, de gênero e de raça, tornando o processo ainda mais complexo”.

Em falas contundentes, Djamila condensa questões complexas do racismo estrutural em prol do lado didático da força, entendendo que é preciso explicar, conscientizar. Estabelece a necessidade de, cada um de nós, fazer o dever de casa e encontrar formas de (se) (re)educar e transformar.

Cinco livros para ler em um dia

Recomendado para você

1 comentário

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *